Carro elétrico não será vendido, mas compartilhado entre os usuários
Carro elétrico não será vendido, mas compartilhado entre os usuários

Brasileiros querem lançar primeiro carro elétrico compartilhado do País

Grupo ligado à Universidade Federal de Santa Catarina pretende rodar com o carro a partir do ano que vem

Renato Jakitas,

05 de novembro de 2015 | 07h07

A exemplo das bicicletas para compartilhamento, bancadas por instituições financeiras, um grupo de estudantes universitários de Florianópolis corre para lançar no ano que vem o primeiro carro elétrico nacional colaborativo. 

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

O PodCycle, um veículo elétrico para até duas pessoas, já tem o projeto finalizado, feito em parceria com a Universidade de tecnologia Ingolstadt, na Alemanha. A ideia é terminar o protótipo em agosto de 2016. 

Com autonomia de até 100 km/h após uma recarga de quatro a seis horas, o projeto está em busca de financiamento coletivo na plataforma Catarse. Como recompensa para os apoiadores, os criadores prometem levar o carro até eles e deixá-lo dar uma voltinha no veículo por cerca de dez minutos. 

O ponto de inovação do carro, além de ser o primeiro automóvel elétrico projetado e montado no Brasil, está no chassi, feito a partir de um projeto aberto de tecnologia e com as baterias acopladas a ele. "O carro também tem um motor direcionado para o uso urbano e ele terá opcionais integrados à internet", diz Brener Martins, um dos idealizadores do projeto.

O custo de produção do protótipo está orçado em R$ 90 mil, mas segundo o grupo esse valor, em produção em série, pode cair para R$ 40 mil. É com essa aposta que eles esperam produzir dez veículos e deixá-los, nos próximos anos, em locadores como a locadora Hertz e as empresas de compartilhamento de veículos Fletty e Zazcar.

Tudo o que sabemos sobre:
EmpreendedorismoEstadão PME

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.