Epitacio Pessoa/AE
Epitacio Pessoa/AE

Brasileiro deve gastar em média R$ 670 com vestuário em 2012

Classes A e B vão impulsionar vendas; região Sul é a que tem o maior potencial de compras

Estadão PME,

19 de janeiro de 2012 | 12h23

Os pequenos empresários do setor de comércio de vestuário poderão incrementar suas vendas em 2012. De acordo com pesquisa realizada pelo IBOPEInteligência, os brasileiros vão aumentar seus gastos com roupas neste ano. O investimento médio por consumidor do País deve ser de  R$ 670 com vestuário. O valor é superior ao estimado em 2011, quando a média nacional foi de R$ 583.

Consumo

O aumento do consumo, assim como em 2011, será impulsionado pela classe B, com 42% do potencial de compras, seguida pela classe C, com 38%.  Juntas, essas duas classes somarão R$ 88 bilhões, de um total de R$ 109 bilhões estimados para o ano. A pesquisa aponta ainda que o crescimento dos gastos dos consumidores crescerá  15,7%— em 2011 foram  R$ 76 bilhões. Já as classes D e E compõem o menor grupo de consumo para varejo de moda. O volume deste grupo em 2012 deverá ficar em torno de 6%, atingindo R$ 7 bilhões, ante os R$ 6,6 bilhões do ano anterior.

Regiões

Segundo estudo, divulgado nesta quinta-feira (19), a região Sul é a que possui maior expectativa per capita de compras, com gasto médio de R$ 791, seguida da região Centro-Oeste, com R$ 740, e da região Sudeste, com R$ 729.

Concentração

Na análise de poder de consumo por região/classe social, o Sudeste deverá concentrar o maior potencial em todas as classes. Assim como na análise geral, o destaque fica para a classe B, com R$ 26 bilhões, seguida pela classe C, com R$ 19 bilhões. Os índices mais baixos serão notados na região Norte, onde a soma de todas as classes deverá atingir apenas R$ 7 bilhões.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Tudo o que sabemos sobre:
EconomiaVarejo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.