Mônica Bento/AE
Mônica Bento/AE

BNDES emprestou R$ 49,8 bilhões para as micro, pequenas e médias empresas

Houve crescimento de 9% nos empréstimos no ano passado em relação a 2010. Banco reduziu crédito para grandes negócios

Daniela Amorim e Alexandre Rodrigues,

18 de janeiro de 2012 | 13h46

 O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aumentou em 2011 os desembolsos para as micro, pequenas e médias empresas (MPMEs), que inclui ainda o grupo de pessoas físicas. O crescimento foi de 9% ante 2010. Por outro lado, os desembolsos para as grandes empresas registraram recuo de 27% em 2011, na comparação com o ano anterior.

Os desembolsos para as MPMEs totalizaram R$ 49,8 bilhões em 2011. As pessoas físicas receberam R$ 8,3 bilhões,as micro e pequenas empresas levaram 27,4 bilhões, e as médias empresas ficaram com R$ 14 bilhões. Embora tenha recuado, o total de desembolsos para as grandes empresas manteve-se em patamar bastante superior: R$ 89,1 bilhões em 2011.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Incentivo

No início deste ano, a Nossa Caixa Desenvolvimento, agência de fomento criada pelo governo do Estado de São Paulo, anunciou o aporte de R$ 680 milhões disponíveis em crédito em 2012 para pequenas empresas com faturamento anual entre R$ 240 mil e R$ 300 milhões.A agência oferece linhas para projetos de investimento, compra de máquinas e equipamentos, capital de giro e franquias.

Desde julho do ano passado, o prazo para pagamento da linha de financiamento de projetos de investimentos, principal produto da agência, foi ampliado de cinco para dez anos. Entre as vantagens oferecidas estão a carência de até dois anos e taxas de juros abaixo da média de mercado.

Em operação desde 2009, a Nossa Caixa Desenvolvimento  já desembolsou R$ 461 milhões em 1.850 operações de crédito até agora. Do total emprestado, 70% foi  para a indústria, 13% para o setor de serviços e 12% para o comércio. Outros 5% foram destinados para o setor público. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.