Reprodução da internet
Reprodução da internet

Bill Gates investe em máquina que produz água potável e eletricidade a partir do esgoto

Projeto financiado por sua fundação poderá salvar vidas em regiões com pouca presença do recurso

Estadão PME,

08 de janeiro de 2015 | 14h14

 O faro de investidor de Bill Gates, o fundador da Microsoft e agora filantropo internacional, no momento parece estar direcionado para as causas relacionadas aos recursos naturais. Tanto que a sua fundação, a Bill & Melinda Gates Foundation, financiou um projeto que produz água potável, energia elétrica e fertilizantes a partir do esgoto.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

A máquina, chamada Omniprocessor e desenvolvida pela empresa norte-americana Janicki Bioenergy, aquece os dejetos e extrai a água do vapor resultante do processo. O mesmo vapor é aproveitado para acionar um sistema que produz eletricidade e a matéria restante, transformada em cinzas, pode ser utilizada como adubo.

Segundo Gates, o equipamento pode salvar muitas vidas, sobretudo no continente africano, onde o ex-presidente da Microsoft lidera uma série de iniciativas humanitárias. Uma planta-piloto da máquina está em funcionamento em Seattle (EUA) e será instalada em breve no Senegal.

Por mais que possa parecer estranho,a água extraída de fezes por meio da tecnologia da Omniprocessor é potável. O próprio Gates, em seu canal pessoal no YouTube, comprova que sua ingestão é segura.

:: Confira o vídeo ::

 

Tudo o que sabemos sobre:
SustentabilidadeBill GatesÁgua

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.