Reprodução
Reprodução

Bicicleta é o veículo certo para pequenos empreendedores decolarem

A diferença do sistema tradicional é que a tecnologia não está nos centros fixos, mas sim nas bicicletas

ESTADÃO PME,

07 de outubro de 2013 | 07h50

Em geral, os sistemas de compartilhamento de bicicletas funcionam com centros fixos. O usuário pega uma bicicleta em um ponto e devolve em outro ponto da rede. No entanto, o Social Bicycles, ou bicicletas sociais, inovou o sistema: o usuário pode deixar a bike em qualquer lugar dentro de uma área determinada presa em um poste comum. A empresa é dos Estados Unidos.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

A diferença do sistema tradicional é que a tecnologia não está nos centros fixos, mas sim nas bicicletas, que são equipadas com GPS e um computador. Funciona assim: o usuário faz a reserva via internet. Um aplicativo mostra onde estão as bicicletas disponíveis. Aí é só digitar um código pessoal de quatro dígitos para desbloquear a bicicleta e liberar um cadeado amarelo.

De acordo com o CEO da empresa, Ryan Rzepecki, a vantagem está no custo e na infraestrutura mais flexível, segundo o site da revista Fast Company. Atualmente, as bicicletas sociais podem ser encontradas em quatro locais: Hoboken (New Jersey), Aeroporto de São Francisco, Sun Valley (Idaho) e Buffalo. No próximo ano, devem ser instaladas em Phoenix e Tampa.

As bicicletas têm aparecido constantemente como o ponto principal de modelos de negócios. Uma empresa, com sede em São Francisco, na Califórnia, por exemplo, reinventou a buzina para bicicletas para torná-la mais audível no caótico - e barulhento - trânsito das grandes cidades. Leia mais aqui.

Já uma empresa holandesa criou a Sandwichbike, uma bike para ser montada pelo usuário com menos de 50 peças, algumas delas feitas de madeira 'ecologicamente correta'. Leia mais aqui.

Já em São Paulo, um empresário criou o Aro 27, uma mistura de café, loja, oficina e os dois diferenciais: estacionamento e o serviço de park´n shower. Ou seja, o ciclista pode deixar o veículo estacionado no local e tomar um banho antes de algum compromisso. Leia mais aqui.

:: Leia também ::

Pedaladas lucrativas: mercado de bicicletas chega a R$ 2 bilhões e pequenos negócios aproveitam

Tudo o que sabemos sobre:
bicicletasbikesocial bicycle

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.