Rony Meisler criou a marca Reserva
Rony Meisler criou a marca Reserva

Bermudas iguais inspiraram criação de marca

Rony Meisler e Fernando Sigal criaram a marca Reserva

Gisele Tamamar, Estadão PME,

29 de outubro de 2015 | 07h27

A imagem de cinco homens usando a mesma bermuda na academia despertou a atenção dos amigos Rony Meisler e Fernando Sigal, que decidiram que havia uma oportunidade na ‘coincidência’ e, diante dessa constatação, criaram a Reserva. Inicialmente, a proposta era vender roupas em lojas multimarcas, mas hoje a empresa conta com 43 unidades próprias, oito franquias e presença em mais de mil pontos de venda.

::: Saiba tudo sobre :::

Mercado de franquias

O futuro das startups

Grandes empresários

Minha história

“O produto é uma consequência do que a gente é. E a gente é carioca”, diz Meisler, que cresceu vivendo a cultura da cidade, “do carioca que circula pela cidade, vive o Rio a pé, entra no boteco, vai para a praia, troca ideias”, completou.

O início da marca foi terceirizar a produção e vender para multimarcas. A estratégia era atender uma condição da indústria para garantir a viabilidade do negócio: fazer grandes pedidos. E o primeiro mercado, curiosamente, não foi o Rio de Janeiro. Em busca dos maiores compradores de multimarcas, a venda começou pelo interior de São Paulo até chegar a quase 100 clientes e, então, abrir a primeira loja própria.

:: Leia também ::

O jeito carioca de fazer negócios

Bicicleta para vender produtos que são a ‘cara do Rio’

Antes de criar a Farm, sócios perderam dinheiro com franquia

Brownie carioca vai chegar ao varejo paulista

Entre os diferenciais que a marca tem, segundo seus fundadores, está o grupo de vendedores. “A gente tinha a sensação clara que no varejo as equipes de venda eram muito treinadas para quase colocar o cliente no pedestal, com lojas com som (ambiente) baixo. Vendedor no Brasil tinha vergonha. Eu sabia que se conseguisse aumentar sua autoestima, a venda seria uma consequência”, diz.

Dessa forma, a condição para contratar os primeiros vendedores era que a pessoa despertasse no fundador a vontade de sair com ela pelo menos três vezes por semana. Meisler queria, antes de tudo, amigos. De mais de 100 entrevistas, saíram apenas cinco contratados. “Você tem que ser você mesmo, fazer piada, ter uma relação legal, com respeito”, afirma.

Tudo o que sabemos sobre:
reservamodario de janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.