BC volta a fazer intervenção dupla, mas dólar cai 0,29%

BC volta a fazer intervenção dupla, mas dólar cai 0,29%

Na quarta queda consecutiva, moeda norte-americana fecha a R$ 1,7060

Estadão PME,

24 de fevereiro de 2012 | 18h21

 O dólar fechou em queda ante o real nesta sexta-feira (24), influenciado por ingressos de recursos e pela forte desvalorização da moeda norte-americana no exterior, mesmo após o Banco Central voltar a comprar moeda duas vezes no mercado. A divisa norte-americana caiu 0,29%, para R$ 1,7060 na venda. No mesmo período, o dólar recuava cerca de 0,60% frente a uma cesta de moedas.

A desvalorização da moeda norte-americana, que na mínima chegou a R$ 1,7007 na venda nesta sexta-feira, chamou o BC ao mercado. A autoridade monetária realizou dois leilões de compra de dólares no mercado à vista praticamente seguidos um do outro, que ajudaram a afastar a cotação do nível de R$ 1,70, considerado pelo BC como um “piso informal”, segundo o mercado. As taxas de corte definidas foram R$ 1,7059 e R$ 1,7057.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

É a quarta queda consecutiva da moeda. Para os pequenos e médios negócios, as variações da cotação do dólar têm impacto maior nas contas da empresa. Qualquer pequena oscilação faz grande diferença nos custos de negócios desse porte, em especial nos casos de importadores e exportadores. Por isso, os empreendedores devem prestar especial atenção ao comportamento da moeda americana nesta semana e rever, se necessário, seu planejamento.

Para exportadores e outras empresas que apostam na valorização da moeda norte-americana, a situação atual preocupa. Mas há quem se beneficie do cenário. O dólar baixo favorece a compra de máquinas e equipamentos importados, que podem ajudar a empresa a aumentar sua produtividade. Comprar máquinas que acelerem a produção, reduzam custos ou permitam inovações é um dos investimentos mais indicados para pequenas e médias empresas no momento.

Indústrias que utilizam matérias-primas importadas em sua produção ou empresas de bens e serviços que comercializam produtos estrangeiros também podem aproveitar o momento para reforçar seus estoques.

Tudo o que sabemos sobre:
dólarmoedaquedaBanco CentralBC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.