Filipe Araujo/Estadão
Filipe Araujo/Estadão

Bar nos Estados Unidos cobra R$ 1,1 mil por milk shake; no Brasil, jantar japonês sai por R$ 1,5 mil

Bebida promete vir com um presente

Estadão PME,

14 de novembro de 2013 | 12h40

Começa a funcionar neste mês, em Los Angeles, nos Estados Unidos, o bar The Powder Room. O que chama a atenção vem principalmente do cardápio, que contém bebidas alcoólicas com sorvetes. O estabelecimento divulga que venderá um milk shake especial por US$ 500 (cerca de R$ 1,1 mil). Trata-se do Velvet Goldmine, que promete vir com chocolate belga e folha de ouro comestível, além de um presente.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Segundo o site do The Huffington Post, o sócio gerente do negócio, John Arakaki, a ideia é promover uma noite inesquecível. Ele acredita que a bebida, mais um anel de marca renomada que promete vir junto com ela, é ideal para despedida ou aniversários.

Arakaki conta que, quando era garoto, adorava embalagens de um biscoito que vinha com um presente. E afirma que está levando esse tipo de experiências a um nível mais alto de execução.

Certamente, o empreendedor enxergou uma oportunidade de atrair o interesse de um público vip com alto poder aquisitivo, que mora ou frequenta a região onde está localizado.

No Brasil, clientes também pagam preços altos por alguns serviços, como o oferecido pela empresa de culinária japonesa Kaza Sushi. Eles realizam jantares para casais em suas próprias residências. O preço é de até R$ 1,5 mil.

A empresa faz de dois a três jantares por mês e 35 eventos, sendo 80% na capital paulista, onde servem a comida típica para grupos maiores. Neste caso, o preço por pessoa varia de R$ 60 a R$ 300.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.