Evelson de Freitas/Estadão
Evelson de Freitas/Estadão

Até o Cebolinha pensa em empreender

Mauricio de Sousa faz gibi com personagens da Turma da Mônica para abordar a importância da economia criativa

Renato Jakitas, Estadão PME,

30 de outubro de 2013 | 14h40

Há de se convir que a pronúncia da palavra empreendedorismo não é simples para o personagem Cebolinha, criação de Mauricio de Sousa que há décadas teima em criar, sem sucesso, planos infalíveis de dominação da rua e entabular diálogos recheados de palavras com a letra ‘r’, que ele invariavelmente troca pelo ‘l’. Mesmo assim (e talvez até por isso), o ‘pai’ da Turma da Mônica não pensou duas vez em eleger o personagem como protagonista de seu novo projeto educacional, um gibi que trata de economia criativa e que pretende, por meio de divulgação gratuita em escolas públicas, ensinar a crianças o que está por trás do conceito de empreendedorismo.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

A revistinha é lançada hoje na sede dos Estúdios Mauricio de Sousa, na zona oeste de São Paulo. Batizada de ‘Turma da Mônica em semeando sonhos Empreendedorismo’, tem tiragem de 150 mil exemplares e representa aquela que deve ser a primeira de uma série de ações do cartunista nessa área.

O projeto foi todo idealizado e custeado pela organização Confia, uma entidade comandada pelo jornalista Luiz Augusto de Souza Ferreira que mescla atuação de banco de microcrédito com o fomento e treinamento da cultura empreendedora para a base da pirâmide social no Brasil. A operação demandou por parte do Confia um investimento da ordem de R$ 150 mil – R$ 1 por exemplar, produzido com preço de custo pelo estúdio de Mauricio de Sousa.

“Eu entrei na internet, peguei o contato com o Abel (Abel Mesquita, diretor de projetos especiais do Estúdio Mauricio de Sousa) e falei do projeto. Ele me convidou para uma reunião e seis meses depois a revistinha está aqui”, conta Ferreira, que agora parte em busca de parcerias com secretarias municipais de educação para viabilizar a distribuição do produto.

“Quero fechar acordos para a entrega dos gibis em escolas públicas e a gente não pede nada em troca, apenas que o professor, na hora em que for fazer a distribuição, fale um texto que vamos preparar sobre o que é empreendedorismo”, destaca Ferreira. Ele ainda tem planos de imprimir outros 250 mil exemplares em um segundo momento do projeto atual.

“Queremos também distribuir a revistinha para escolas fora do estado de São Paulo”, afirma Ferreira.

Personagem. Os planos de Ferreira parecem ecoar nas expectativas de Mauricio de Sousa, que quer aproveitar o momento para emplacar um sonho antigo, o lançamento do personagem Marcelinho, inspirado no filho caçula Marcelo, atualmente com 15 anos.

“Ele vai falar sobre economia, finanças. O Marcelinho é o único filho que ainda não é personagem. E esse meu filho já é um empreendedor desde que nasceu, ele já veio com o chip. Eu dou mesada, ele aplica. Então o assunto vai ficar grudado com ele. Ele vai ter de ser o arauto, vamos ver como vai ser”, conta o cartunista. “Queremos preparar um programa multimídia. Se você criar o germe do empreendedorismo, você vai estar criando um Brasil novo, um Brasil diferente, que sente que pode tudo”, destaca.

Com 20 páginas, o fio condutor da história do gibi feito em parceria com o Confia é o interesse de Cebolinha em realizar um sonho. Para tanto, o personagem conta com a ajuda do amigo Franjinha, que dá exemplos protagonizados por Cascão, Chico Bento e Marina. Esta última, aliás, faz uma referência direta ao processo de formação técnica do próprio empresário Mauricio de Sousa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.