Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

As startups estão prontas para a guerra? É o que pretendemos desvendar hoje

Encontro Estadão PME chega hoje à sua 8ª edição, em São Paulo

Rodrigo Rezende, Estadão PME,

23 de abril de 2014 | 07h01

A 8ª edição do Encontro Estadão PME acontece nesta quarta-feira, 23, em São Paulo, e pretende debater qual é o futuro do mercado mais atraente para os novos empreendedores brasileiros atualmente. O cenário de startups no Brasil, segundo a análise de quem atua nesse mercado, é promissor. E talvez por isso, cada vez mais pessoas apostam no segmento.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

De acordo com dados da Associação Brasileira de Startups, o Brasil conta atualmente com mais de 10 mil empresas de inovação tecnológica e marca presença importante também no exterior. Assim, não é de se estranhar que alguns desses negócios já busquem faturamento de R$ 1 bilhão.

Acompanhe as matérias no nosso site para conhecer os destaques de cada módulo do evento, que começa hoje às 8h30 e vai até 12h30. Confira programação abaixo.

 

O evento contará com palestras de empresários que chegaram lá, mas também vai debater estratégias de atuação com base em erros e acertos.

"O empreendedor precisa entender que só uma ideia não tem muito valor, vender só a ideia não cola mais", afirma Gustavo Caetano, da ABStartups. "O investidor está querendo reduzir riscos, por isso, a empresa tem de mostrar uma solução para resolver um problema e algo que tenha sido testado ou já funcione em alguns clientes", acrescenta.

Caetano sabe o que fala. Além de integrar a associação de startups, ele criou com muito sucesso a Samba Tech, que atua no mercado de vídeos online.

Bento Koike, fundador da Tecsis, é outro empreendedor de sucesso que promete compartilhar detalhes de sua trajetória durante o Encontro PME. De acordo com ele, o fundamental na área é inovar. "Vejo muita gente competente, estou otimista quanto a situação atual do segmento de startups no Brasil, ainda que haja muitos desafios", afirma o empresário.

De acordo com a análise de Koike, mesmo que enfrente dificuldades, o iniciante "não pode perder o gás". E olha que ele enfrentou muitos desafios.

Na busca de oportunidades para a empresa que havia criado nos anos 1980, Koike conseguiu uma reunião na Dinamarca. "Eu lembro quando estava a caminho da reunião, no trem, sozinho com minha pastinha, olhando pela janela e pensei: 'O que eu estou fazendo nesse fim de mundo?'", conta. A reunião não avançou, mas Koike resolveu passar pela Alemanha e visitar outra empresa. Marcou um encontro com o fundador e presidente do grupo Aloys Wobben. Depois de três horas de conversa técnica, saiu de lá com um contrato de US$ 1 milhão para fazer pás para turbinas de energia eólica.

"Eu não tinha dinheiro e não ia falar isso para ele. Pedi um adiantamento e ainda a matéria-prima. Ele topou. No dia seguinte, tinha um navio com matéria-prima rumo ao Brasil", contou.

Outro empresário que vai compartilhar suas histórias e, com isso, também servir de modelo para quem está começando uma empresa é José Efromovich, dono da Avianca. Com frota atual de 39 aeronaves e plano de transportar 7,2 milhões de passageiros neste ano, a Avianca tem 8% de participação em um mercado dominado por gigantes como TAM e Gol. No ano passado, a empresa aérea informou ao mercado que obteve faturamento de R$ 1,9 bilhão.

Uma das histórias marcantes da empresa, segundo Efromovich, foi o modo como ela nasceu. Depois de um calote que recebeu de um cliente enquanto ainda atuava na área de petróleo, o empresário recebeu dois aviões em troca do serviço que tinha realizado. Esse foi o ponta pé inicial para alavancar a companhia aérea.

Efromovich também promete compartilhar com os participantes da 8ª edição do Encontro EstadãoPME os erros que cometeu em sua trajetória empreendedora. "Em certo momento, nós identificamos que estávamos na rota errada e tivemos que enxugar a empresa para um terço do que ela era, para começar um novo modelo", conta.

:: Confira os participantes ::

Módulo 1- Conheça dois casos de sucesso

das 8h30 às 9h30

Esse módulo terá a presença dos fundadores da Easy Taxi e da Taqtile, que criou aplicativos para a posse de Barack Obama e para o casamento do príncipe William com Kate Middleton.

Módulo 2 - Incubadoras e aceleradoras

das 9h30 às 10h30

Especialistas vão mostrar as diferenças entre essas organizações. Participam Pedro Waengertner, da Aceleratech, Sergio Risola, do Cietec, e ainda Marcio Brito, do Sebrae.

Módulo 3 - Erros comuns na hora de 'vender'

das 11h às 11h45

Gustavo Caetano, da ABStartups, Rodrigo Menezes, da ABVCAP, e Marcelo Pimenta, professor da ESPM, falam sobre como mostrar a sua empresa para o mercado.

Módulo 4 - Dicas de grandes empresários

das 11h45 às 12h30

O último módulo vai contar com a participação de Bento Koike, da Tecsis, José Efromovich, da Avianca, e Raphael Klein, da ROIx. Eles compartilharão suas histórias e experiências.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.