Dida Sampaio|Estadão
Dida Sampaio|Estadão

Apostar em inovação e tecnologia aumenta faturamento das empresas

Até o final deste ano, o programa Sebraetec investirá cerca de R$ 200 milhões

Redação, O Estado de S.Paulo

01 de setembro de 2017 | 09h12

Mais de 40% dos empreendedores que participaram do Sebraetec em 2016 – programa que leva serviços de tecnologia e inovação aos pequenos negócios - afirmaram que tiveram um aumento no faturamento. Pesquisa feita pelo Sebrae mostra que 22% das empresas relataram um aumento mensal superior a 11%, e 18% das empresas tiveram um incremento de até 10%. O levantamento também identificou que 39% das empresas que foram atendidas relataram a manutenção do faturamento naquele ano.  Os resultado fez com que a Sebrae aumentasse o investimento na aplicação do programa. Para este ano, serão investidos cerca de R$ 200 milhões, valor 154% superior ao investido em 2016, que foi de R$ 78,7 milhões.


“Ano passado a economia brasileira teve bastante dificuldades e  os pequenos negócios também  foram impactados. Mesmo assim, o aumento no faturamento de empresários que participaram  do Sebraetec demonstra que os investimentos em inovação e capacitação são essenciais para o sucesso no negócio”, destaca o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos. 


Em 2016, foram atendidos quase 54 mil empreendimentos. A expectativa é que cerca de 98 mil empresas recebam consultoria e capacitação até o final deste ano. O Sebraetec subsidia pelo menos 70% do valor dos serviços tecnológicos para os pequenos negócios e atua nos seguintes temas: qualidade, inovação, produtividade, design, serviços digitais, propriedade intelectual e sustentabilidade. Por meio do programa, o Sebrae ainda viabiliza o acesso dos pequenos negócios a serviços tecnológicos de avaliação da conformidade, para atender exigências baseadas em requisitos de qualidade e sustentabilidade


A pesquisa também revelou que 24% das empresas que foram atendidas pelo Sebraetec apresentaram uma redução de no mínimo 10% nos custos mensais. Ainda de acordo com o levantamento, 90% dos entrevistados afirmaram que após serem atendidos pelo Programa melhoraram a qualidade dos produtos e serviços, 88% aperfeiçoaram o atendimento e 81% diminuíram os desperdícios.

Tudo o que sabemos sobre:
Tecnologia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.