Paulo Liebert/AE
Paulo Liebert/AE

Aplicativo soluciona abandono de compras em carrinho virtual

Brasileiro desenvolveu sistema que promete incrementar em até 30% o resultado de venda

Renato Jakitas, Estadão PME,

24 de junho de 2012 | 14h00

A startup brasileira VTEX acaba de lançar um produto que promete auxiliar o pequeno e o médio empresário de e-commerce em três problemas recorrentes: descobrir os motivos que fizeram um cliente abandonar a compra dentro de um carrinho virtual, assim como localizar o fujão e, ainda por cima, entrar em contato com ele.

O nome dado ao aplicativo é VTEX Commerce Suite e, segundo Mariano Gomide, um dos sócios da empresa, o sistema é o mesmo que utilizado pelas plataformas virtuais da rede de supermercados Walmart, da marca de marketing direto Polishop e da empresa de eletroeletrônica Nokia.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + :: 

“Não saber por que o cliente não concluiu a compra e, por isso, não oferecer uma solução para esse consumidor é um dos principais problemas no varejo online atualmente. Nossa ideia é ajudar nesse problema. Com o aplicativo, acreditamos poder incrementar em um terço (30%) o resultado de venda”, afirma Gomide.

Trocando em miúdos, o aplicativo fica lá, invisível, acompanhando todo o processo de compra. Ele vai entrar em ação apenas no momento em que o cliente abandonar o site. O aplicativo tira uma fotografia desse instante e, em seguida, encaminha um relatório para o SAC da empresa detalhando o ocorrido. Ele também encaminha um email para o “cliente fujão”, oferecendo-se para auxiliá-lo no ponto em que o internauta teve dificuldades.

“Vamos imaginar que, por algum motivo, o cliente não conseguiu preencher o campo que pede o código de segurança do cartão e, por isso, saiu do site. O sistema manda um email explicando como dever ser o preenchimento desse campo e, na sequência, informa o link que, acessado, leva o consumidor ao momento da compra que ele abandonou”, explica Mariano Gomide.

Nessa primeira fase de vendas, o serviço de recuperação de compras pode ser adquirido apenas para o empresário que encomenda a plataforma de e-commerce da empresa. No final de junho, no entanto, a solução ganha uma nova versão, para quem já dispõe de uma plataforma de e-commerce adquirida em qualquer outro desenvolvedor. “Esse novo produto vai ser uma ferramenta de checkout, que pode ser adquirida e agregada ao sistema atual do cliente”, destaca o empresário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.