Divulgação
Divulgação

Antes de optar pelo empreendedorismo analise: você é mais ovelha ou mais lobo?

Autor do livro Felicidade S.A. aconselha o profissional a avaliar seu perfil antes de começar a empreender

ESTADÃO PME,

14 de outubro de 2012 | 10h25

 Muita gente acha que o caminho para a felicidade está no empreendedorismo. Mas não é bem assim. A opinião é de Alexandre Teixeira, que acabou de lançar o livro ‘Felicidade S.A. – Por que a satisfação com o trabalho é a utopia possível para o século 21’. 

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

“É comum uma pessoa que está se sentindo esgotada por excesso de trabalho, e não concorda ou não vê sentido nesse ambiente, abrir um negócio achando que vai trabalhar menos. Isso não é verdade. Os empreendedores tendem a trabalhar mais que os assalariados”, destaca.

Em geral, essa insatisfação alta leva o profissional a apostar no negócio próprio, sem que, necessariamente, aquilo seja realmente uma vocação. “O empreendedorismo, assim, pode até virar um foco de infelicidade”, alerta Teixeira.

A dica do autor para quem está em dúvida é fazer um esforço para descobrir como gosta de trabalhar. “Uma analogia, que não é minha, diz que no mundo do trabalho tem gente que é mais ovelha ou mais lobo”, diz. 

Ele explica que ovelha é a pessoa que rende mais em grupo e adapta-se ao ambiente de trabalho mais rígido. Já a figura do lobo é usada para caracterizar o profissional cujo perfil é mais solitário, e que por isso acha o emprego chato e rende mais como empreendedor.

“Não acho que tem um jeito certo ou errado de trabalhar. O que eu acho é que tem bons e maus casamentos entre perfis de profissionais e organizações. O importante é conhecer bastante o seu perfil e onde tem mais chance de ser mais feliz.”

Teixeira lançou recentemente o livro Felicidade S.A.

Editora: Arquipélago

Páginas: 288

Preço: R$ 45 (À venda nas principais livrarias)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.