Aluguel novo em SP sobe 17,5% em 12 meses até junho

Alta é superior ao reajuste previsto para a renovação de contratos com vencimento em julho

Agência Estado,

21 de julho de 2011 | 17h02

Os contratos novos de aluguéis de casas e apartamentos fechados em junho deste ano na cidade de São Paulo apresentaram alta média de 17,56% no acumulado dos últimos 12 meses, de acordo a Pesquisa Mensal de Locação Residencial do Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais de São Paulo (Secovi-SP). No mês foi apurada alta de 1% em relação a maio.

A alta é bem superior ao reajuste previsto para a renovação de contratos com vencimento em julho, que será de 8,65% - seguindo a variação do Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) nos últimos 12 meses.

Em nota, Francisco Crestana, vice-presidente de Gestão Patrimonial e Locação da entidade, afirma que a variação do preço dos aluguéis novos está proporcionalmente mais alta do que os contratos em andamento devido a escassez de imóveis para alugar em várias regiões. 

Tudo o que sabemos sobre:
aluguelnovoSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.