Divulgação
Divulgação

Aceleradora de negócios sociais vai selecionar dez startups para programa

Inscrições estão abertas e processo de aceleração dura seis meses

ESTADÃO PME,

11 de outubro de 2013 | 11h46

Startups nas áreas de saúde, educação, habitação e serviços financeiros, com alto potencial para atender as classes C, D e E, podem se inscrever para o programa Aceleradora de Impacto da Artemisia. O prazo para fazer a inscrição termina no dia 20 de novembro e as dez startups selecionadas serão divulgadas em janeiro do ano que vem.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Só neste ano, a organização analisou mais de 650 negócios. Na primeira turma de 2013, foram selecionadas as startups: Arte Despertar, +60 Saúde, Hand Talk, Kidopi, Fábrica de Aplicativos, Ligado no ENEM, Konkero, Meritt Informação Educacional, Vivenda e TICeduca.

O processo de aceleração dura seis meses e ajuda os empreendedores na formatação do modelo de negócio, garante acesso à rede de mentores, capacita a equipe e conecta as startups com investidores, gestores e parceiros. Nos últimos três anos, a aceleradora articulou R$ 18 milhões para as startups.As inscrições podem ser feitas no site http://www.artemisia.org.br/aceleradora.php.

A Artemisia foi fundada no Brasil em 2004. De acordo com Renato Kiyama, diretor de desenvolvimento da Artemisia, há três anos, existia apenas um fundo de investimento com interesse em negócios de impacto e hoje são 10 fundos. "Há, também, um crescente número de investidores de impacto internacionais interessados em atuar no Brasil que procuram a Artemisia. Eu poderia calcular que existem, atualmente, entre R$ 300 milhões e R$ 500 milhões disponíveis para investimento em negócios de impacto social no País", disse o diretor, em nota.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.