Ayrton Vignola/ AE
Ayrton Vignola/ AE

"A única vez que pedi dinheiro emprestado foi no comecinho"

Alexandre Tadeu da Costa, dono da Cacau Show, responde a dez perguntas dos leitores

Estadão PME,

16 de setembro de 2011 | 19h06

Ele construiu uma das maiores empresas do País, referência no setor de chocolates e com faturamento estimado de R$ 1 bilhão. A pedido do Estadão PME, o empresário reservou espaço na sua agenda para responder, por escrito, a dez perguntas enviadas pelos leitores do site e selecionadas pela nossa equipe.

Sem meias palavras, o empresário respondeu sobre desafios do empreendedorismo, expansão para o exterior e até mesmo sobre o segredo dos chocolates fabricados pela Cacau Show.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

Abaixo, você confere as perguntas e respostas de Alexandre Tadeu da Costa

Alexandre, na sua trajetória, qual foi o maior desafio como empreendedor? Em algum momento você pensou em desistir?

Ricardo do Amaral Fonseca, Belo Horizonte (MG)

Ramo de atuação: auditor independente

Alexandre Tadeu da Costa - Foi o desafio do início, quando tive que cumprir a entrega da encomenda de 2000 ovos de Páscoa de 50g que havia vendido. Com apenas 17 anos, tive que ser ousado ao ponto de investir em matéria-prima com dinheiro emprestado, assim como contratar uma senhora que fazia chocolates caseiros para me ajudar. Nunca pensei em desistir e hoje vejo que a forma como conduzi este e outros desafios fizeram o meu negócio prosperar.

O chocolate da Cacau Show agradaria paladares no exterior a ponto da empresa abrir franquias fora do País? A Cacau Show poderia competir em igualdade com as demais marcas famosas de chocolate?

Vinícius Zanella Jacobson,  São Paulo (SP)

Ramo de atuação: auxiliar financeiro

Alexandre Tadeu da Costa - Sim, nossos chocolates combinam matérias-primas de excelente qualidade em receitas diferenciadas para concorrer com as demais marcas internacionais. Ainda não estamos presentes no mercado internacional, mas temos estudado essa possibilidade.

A Cacau Show tem um produto, a trufa, muito gostosa e com preço acessível. Mas a empresa tem outros produtos com preços mais elevados. Será esse o segredo da Cacau Show? Por que dessa diferença? Qual o segredo das trufas?

Aline Miranda, Limeira (SP)

Ramo de atuação: assistente de marketing

Alexandre Tadeu da Costa - A Cacau Show é uma marca extremamente democrática e acessível para todos os gostos. Como todas as outras marcas, temos os produtos de entrada, como as trufas, que possuem um preço mais acessível e, ao mesmo tempo, temos produtos com maior valor agregado, como é o caso das opções de presentes que são mais sofisticados e gourmets. De qualquer forma, estamos sempre atentos aos movimentos do mercado e aos nossos clientes, que são extremamente sensíveis aos preços que praticamos.

O segredo das trufas? Se não fosse um segredo, eu falaria (risos). Falando sério...  amor, muito amor! (risos)

Qual a sua estratégia para diminuir o turnover da empresa, como faz para motivar e proporcionar carreira aos seus colaboradores?

Simone Pereira da Silva, Brasília (DF)

Ramo de atuação: consultora empresarial

Alexandre Tadeu da Costa - Manter os colaboradores da Cacau Show sempre motivados é um dos segredos do nosso sucesso. Apostamos em treinamentos, viagens de conhecimento e claro, prêmios de incentivo. É junto com essas pessoas que construímos esta história diariamente, portanto elas devem ser muito bem tratadas.

Houve algum investimento para atender as classes C e D? Houve alguma campanha específica para esse público?

Rodrigo Rafael Santos,  São Bernardo do Campo (SP)

Ramo de atuação: saúde e segurança do trabalho

Alexandre Tadeu da Costa - As classes C e D são uma excelente oportunidade para o mercado. E claro, nós não poderíamos deixá-las de fora. Campanhas como o Festival de Trufas e Gosto muito, Gasto pouco atendem esses públicos. Mas como a Cacau Show é uma marca democrática desenvolvemos produtos e campanhas para todas as classes. O consumidor que entrar em nossas lojas será muito bem atendido e encontrará produtos que cabem no seu bolso. É apenas uma questão de escolha!

Gostaria de saber como foi o começo da Cacau Show? Houve apoio financeiro da família ou alguma espécie de financiamento? Gostaria de saber os aspectos relacionados ao início da empresa, como você superou as dificuldades do mercado?

Diogo da Silva Coimbra, Alumínio (SP)

Ramo de atuação: estudante de engenharia

Alexandre Tadeu da Costa - A única vez que pedi dinheiro emprestado foi bem no comecinho da empresa, para o meu tio Valdir. Paguei a dívida em uma semana e nunca mais, dali em diante, precisei recorrer novamente a empréstimos. Nunca gostei da sensação de depender dos outros.

Diria para todos os empreendedores que o grande desafio para superar as dificuldades do mercado é crescer sem perder a essência - aquilo que carregamos dentro do coração e nos faz acordar felizes a cada dia.

O que vocês pretendem fazer para enfrentar a concorrência da Brasil Cacau?

Leonardo Antonio Pires,  Paraisópolis (MG)

Ramo de atuação: Comerciante

Alexandre Tadeu da Costa - A concorrência é uma das grandes virtudes do capitalismo, nos faz ficar longe da temida zona de conforto. É saudável para todos, inclusive para os nossos clientes, que saem ganhando.

Continuaremos investindo em inovação, qualidade e sem dúvida em dedicação e carinho, não só com os nossos chocolates, mas também com os nossos clientes e colaboradores que sempre fizeram da Cacau Show, top of mind na categoria, referência no mercado de chocolates finos.

 

Como lidar com clientes difíceis, tendo em vista que uma empresa deve sempre satisfazer o consumidor?

Gláucia Miranda,  Ilinóis, Chicago (EUA)

Ramo de atuação: idiomas

Alexandre Tadeu da Costa - De um modo geral o consumidor está mais exigente e para atender suas necessidades temos investido em experiência de consumo e não somente na venda de produtos. Dois exemplos disso são o novo conceito de loja Cacau Show e os produtos gourmet. A nova loja foi desenhada para que o consumidor possa curtir uma experiência sensorial através do aroma e da textura do chocolate, além da ambientação representada pelo universo do cacau. E no caso dos produtos, recentemente, lançamos o Seleção do Sommelier, chocolates para harmonizar com vinhos e até mesmo o próprio fondue que propõe todo um ritual de degustação.

 

Como o senhor gerencia o desempenho comercial da Cacau Show com relação às franquias e suas metas?

Rogério Savoy Teixeira, São Paulo (SP)

Ramo de atuação: autopeças

Alexandre Tadeu da Costa - A equipe comercial da Cacau Show é formada por excelentes profissionais mas mesmo assim acompanho os resultados de perto. Para se ter uma ideia tenho painéis com os números diários do negócio próximo à minha sala. Nossa equipe está atenta ao desempenho de cada uma das lojas, apoiando-as e sempre estimulando o crescimento.

É algo trabalhoso, mas o resultado é gratificante. Nossas metas de crescimento são ousadas, hoje temos investido no Projeto Quiosque, que é uma modalidade de ponto de venda mais barato, de fácil administração e lucratividade rápida. Mas nunca esquecemos de quem já está conosco, essa é a nossa prioridade, afinal todo crescimento sustentável precisa de bases bem sólidas.

Alexandre, com a experiência e conhecimento que adquiriu, você teria coragem para deixar a Cacau Show de lado por um tempo e começar um negócio novo com apenas R$ 1 mil?

Rogério de Paula Monteiro, Cerquilho (SP)

Área de atuação: Indústria

Alexandre Tadeu da Costa - Tenho coragem de começar um novo negócio, mas não abandonaria tudo que conquistei (risos). A Cacau Show tem o meu DNA e é muito mais do que um negócio, o chocolate faz parte da minha vida. Ele é uma iguaria muito versátil e que pode proporcionar muita alegria e sorrisos a quem o saboreia. É um produto mágico!

::: LEIA TAMBÉM :::

:: Alexandre da Costa, dono da Cacau Show: "a gente nunca chega lá" ::

Tudo o que sabemos sobre:
InteratividadeEmpreendedorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.