Reprodução
Reprodução

A maior encruzilhada da história dos fundadores da Locaweb

Confira a série de vídeos do Day1, evento promovido pela Endeavor para os empreendedores contarem seus pontos de virada

Endeavor,

08 de dezembro de 2014 | 07h07

 

Um, engenheiro eletrônico e consultor de tecnologia, vivia na Califórnia. O outro, publicitário, fazia um pouco de tudo na confecção do pai. Gilberto Mautner e Claudio Gora, fundadores da Locaweb, são primos irmãos. Além dos laços afetivos o que unia os dois era a insatisfação com o que faziam.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

E esse foi o ponto de partida para empreender. Começaram em 97 com o Intermoda, uma rede de negócios da moda brasileira. Ideia muito avançada para a época e, claro, alguma coisa errada aconteceu.

Diante das dificuldades, o pai investidor e empresário, propôs uma ideia mais abrangente: aproveitar a estrutura já montada e oferecer hospedagem de sites a qualquer empresa. E os jovens empreendedores aceitaram o desafio de criar o primeiro host do Brasil. Foi o Day 1 da Locaweb. A ideia foi colocada no ar muito rápido e no dia seguinte um cliente já contratou 10 planos. Era um golpista, nunca pagou, serviu de alerta.

Com o tempo viram que tinham entrado numa área sólida, que trazia valor concreto para os clientes. Cresciam sempre, só que de forma desorganizada. O telefone tocava sem parar, mas eles não davam conta de atender. Resolveram então trazer alguém de confiança para administrar a empresa. Alguém de cabelos brancos. Quem seria?

O crescimento era difícil de acompanhar e ainda surgiu um fato inesperado. Em 2006 a empresa já operava 600 servidores, que eram hospedados pela Embratel. Era o único fornecedor com capacidade de oferecer espaço, energia e link. Mas a Embratel foi comprada por uma empresa que triplicou os valores da hospedagem. Um patamar no qual não era possível manter a Locaweb lucrativa e não havia outra empresa com a mesma estrutura. Conclusão: a conta não fechava.

Novamente o pai experiente foi a voz da esperança que propôs construir um data center próprio. Foram em busca de know how e em seis meses construíram tudo e mudaram para a nova sede.

“Quando a gente acordou no dia seguinte no próprio data center a gente já era uma empresa capaz de atender o mercado corporativo. Quando começou a surgir o mercado de data center a Locaweb já era um dos principais players do mercado”, lembra Gilberto Mautner.

E chegou a hora difícil para todo empreendedor: a hora de delegar para líderes que vão tomar decisões sem consultar os sócios. Claudio Gora lembra que “sempre havia diretores contratados atuando junto com a família, mas eles também questionavam se a pessoa da família a ocupar um cargo era o melhor profissional para a função”. Foram atrás de profissionais que pudessem fazer melhor que eles. Durante um ano os sócios ainda ficaram junto orientando diretrizes e depois passaram a participar dos Comitês e do Conselho Administrativo.

Mas eles sabiam que tinha um clima na empresa que mesmo não declarado está no ar. Então, na mesma época, para perpetuar o clima, fizeram um projeto de descoberta dos valores. Foi mesmo uma descoberta e não uma criação, porque valores são aquilo que sempre existiu, só precisa ser descoberto. Por exemplo: paixão, trabalho em equipe e tirar proveito das diferenças para chegar lá juntos.

Como diz Gilberto Mautner:  “ O sucesso da Locaweb é resultado da junção de caminhos de pessoas muito diferentes para realizar um sonho. Normalmente as pessoas procuram trabalhar com outras parecidas, mas a história da empresa é o inverso.” Deu certo: hoje a Locaweb responde pela hospedagem de mais de 500 mil sites e é o maior portal de hospedagem do Brasil.

Confira o vídeo do Day1, evento promovido pela Endeavor paraos empreendedores contarem os “pontos de virada” que transformaram suasformas de enxergar o mundo.

Essas informações foram publicadas originalmente no portal da Endeavor.

Tudo o que sabemos sobre:
EndeavorDay 1Estadão PMELocaweb

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.