A história do empreendedor que ficou tetraplégico e é exemplo de otimismo e superação

Situações difíceis nunca impediram Pedro Janot de enxergar o lado positivo

Endeavor,

07 de fevereiro de 2015 | 07h00

Pedro foi o primeiro presidente-executivo da Azul Linhas Aéreas Brasileiras, entre 2008 e 2012. Antes de chegar a Azul, teve uma longa carreira no varejo de moda com destaque para a presidência da Zara no Brasil. Além das características comuns a um executivo bem sucedido, Pedro tem um espírito de superação e um otimismo inabalável que foram fundamentais para seu sucesso.

Em novembro de 2011, Pedro sofreu um acidente que o deixou tetraplégico. Ao invés de ter nesse episódio o fim de sua carreira, encontrou um recomeço como empreendedor. Hoje em recuperação, ele se manteve no Conselho da Azul, escreveu um livro e fundou a Contravento, uma consultoria para o varejo de moda. No painel do CEO Summit Sul, Pedro conta um pouco da sua história e responde perguntas de empreendedores sobre vida, carreira e negócios.

Essas informações foram publicadas originalmente no portal da Endeavor

Tudo o que sabemos sobre:
endeavorpedro janotestadão pmeazul

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.