Reprodução site
Reprodução site

A estratégia dos grandes: Heineken simula até desmaio do entrevistador em escolha de estagiário

Saiba o que pequenos empreendedores podem extrair da ação feita pela fabricante de cervejas

ESTADÃO PME,

22 de fevereiro de 2013 | 09h25

 Qual seria a sua reação, como empreendedor, se todos os candidatos a uma vaga de estágio respondessem de maneira muito similar às suas perguntas? Por exemplo, se você questionasse os candidatos sobre seus estilos de gerenciamento e tudo que você ouvisse como resposta seria a palavra: paixão, paixão, paixão....

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Para, digamos assim, driblar esse problema a Heineken resolveu inovar no processo de escolha de um estagiário. A empresa simulou situações inusitadas com o objetivo de testar a capacidade dos postulantes ao cargo longe de ambientes controlados.

Por exemplo. Ao ser recepcionado, o estagiário seguia para a sala da entrevista de mãos dadas com o entrevistador. E era perguntado sobre o que achava da situação. Além de bolar um jeito diferente de selecionar um novo funcionário, a fabricante de cervejas ainda inovou na forma de anunciar a contratação. O escolhido soube da decisão em um estádio de futebol, diante de milhares de torcedores da Juventus da Itália em um jogo da Champions League contra o Chelsea - não por acaso, a competição continental é patrocinada pela marca.

Ensinamentos. Mas há dois ensinamentos dessa ação da empresa que podem ser explorados por pequenos e microempreendedores. A primeira se chama inovação. É preciso inovar em tudo e a todo momento. Inclusive nas entrevistas de emprego que você organiza. Há diversos livros sobre o tema que podem servir de inspiração para os empreendedores, mas a lição fundamental aqui é uma só: procure tirar os candidatos da zona de conforto para descobrir como eles agem de fato.

A segunda lição é transformar tudo que você faz em marketing, como fez a Heineken, que colocou um vídeo no Youtube com o resultado da campanha. Veja abaixo:

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.