Divulgação
Divulgação

A estratégia dos grandes: Cacau Show e Brasil Cacau acirram disputa no período de entressafra

Preço baixo, ações na mídia e no ponto de venda são armas das empresas para movimentar um dos segmentos que mais sofre os efeitos da sazonalidade

Renato Jakitas, Estadão PME,

19 de maio de 2012 | 09h50

Terceiro maior produtor e quarto do mundo em poder de consumo, o mercado de chocolates brasileiro é doce durante o período do Natal e da Páscoa, mas pode se tornar amargo para o resto do ano, quando sofre com os efeitos do baixo volume de vendas em função da sazonalidade. Os fabricantes sabem disso. E se esforçam para tentar reverter essa entressafra monótona para toda a cadeia produtiva.

Um bom exemplo de como a mercado se prepara para prolongar a estadia na berlinda pode ser observado exatamente neste momento. Dois pesos-pesados do setor, a Cacau Show e a Chocolates Brasil Cacau, braço mais popular da MCR , que detém a marca Kopenhagem, acabam de apresentar suas estratégias para movimentar o consumo.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Ponto de venda

A proposta da Chocolates Brasil Cacau, marca lançada em 2009 como opção do Grupo CRM para se fortalecer entre as classes B e C, é na verdade um desdobramento daquilo que seu departamento de marketing já vem desenvolvendo para aquecer os resultados do ponto de venda.A rede elege uma família de produtos chaves para estrelarem campanhas de vendas com prazo definido para terminarem.

Os dois produtos que protagonizam a ação atual – Dinda, marshmallow coberto por chocolate, e o Gato Mia, espécie de lâmina de chocolate ao leite no formato de língua de gato – tiveram redução média de 30% no preço final.

Sertanejo

“A ação está alicerçada em três pontos que já se mostraram efetivos para assegurar o sucesso e o retorno de vendas, como: preço atrativo, qualidade dos produtos e o cantor Daniel novamente na campanha publicitária”, afirma Renata Moraes Vichi, vice-presidente executiva do Grupo CRM.

A empresa investiu R$ 3 milhões com a contratação do cantor sertanejo Daniel como garoto-propaganda e divulgação da peça nas grades da televisão, inserções em rádios e na mídia impressa.

Concorrência

Dos lados da Cacau Show, a estratégia do marketing da rede é encampar ações que se escorem nos picos sazonais do comércio: dia das mães, dos pais, das crianças e por aí vai. Na última segunda-feira (14), a marca inaugurou a campanha para o dia dos namorados, que se comemora no dia 12 de junho.

Com 1.050 lojas, faturamento estimado de R$ 1 bilhão e produção que ultrapassa  12 mil toneladas de chocolate por ano, a rede desenhou uma ação em duas frentes: a primeira delas, na seara dos produtos, com quatro quites desenvolvidos para a data; e a segunda, com apelo promocional, para quem fizer compras a partir de R$ 30. A marca vai sortear uma viagem com acompanhante para Paris.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.