Divulgação
Divulgação

85% das empresas acreditam que a Copa será boa para a construção

Sondagem da CNI indica que maioria espera aumento de obras e serviços

fabiana holtz, da agência estado,

18 de outubro de 2011 | 12h09

A maior parte das empresas (85%) considera que a Copa do Mundo trará impactos positivos para a indústria da construção, conforme sondagem da Confederação Nacional da Indústria (CNI), divulgada nesta terça-feira, 18, sobre o evento que ocorrerá no Brasil em 2014.

Deste grupo, 18% já perceberam efeitos positivos em seus negócios e 95% afirmam que haverá aumento das obras e serviços. Das 411 companhias consultadas entre os dias 1º e 15 de julho, quase metade (47%) acredita que a Copa trará benefícios para a própria empresa.

Entre as grandes empresas, a expectativa de impacto positivo para o setor é unânime. Entre as pequenas, esse índice chega a 81%, contra 12% que apontam que o efeito será negativo.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

Com relação à mão de obra, a pesquisa aponta que 71% consideram o alto custo e/ou a falta de pessoal um obstáculo para a realização do evento. A burocracia no processo licitatório também é citada como um gargalo por 48% das empresas consultadas.

::: LEIA TAMBÉM :::

:: Aberta a temporada de contratos para a Copa do Mundo ::

:: Mundial gera 80 oportunidades no setor de TI ::

:: Agronegócio é o setor que mais tem chances para a Copa ::

Tudo o que sabemos sobre:
EmpresaspesquisasondagemCNI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.