Robson Fernandes/AE
Robson Fernandes/AE

2,7 milhões de brasileiros tornaram-se empreendedores entre 2001 e 2009

Entre 2001 e 2009, o número de donos de micro e pequenas empresas e de trabalhadores por conta própria passou de 20,2 milhões para 22,9 milhões

Estadão PME,

05 de dezembro de 2011 | 14h01

Na última década, o Brasil ganhou 2,7 milhões de empreendedores. Entre 2001 e 2009, o número de donos de micro e pequenas empresas e de trabalhadores por conta própria passou de 20,2 milhões para 22,9 milhões. Deste total, quase 19 milhões são autônomos que conduzem o próprio negócio sem empregados e 3,9 milhões são empresários que empregam trabalhadores.Juntos, eles representam 22,7% da população economicamente ativa.

Os dados constam no Anuário do Trabalho na Micro e Pequena Empresa 2010, realizado pelo Sebrae em parceria com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Os números foram divulgados nesta segunda-feira (5). O levantamento mostra ainda que as mulheres aumentaram sua participação no mercado produtivo. Entre os empregadores, a proporção delas passou de 23,4% para 26,3% no período. Em 2001, 29,6% dos trabalhadores por conta própria eram do sexo feminino, enquanto que em 2009 o volume passou para 33,5%.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

 

Do total de empregadores, 62,8% têm 40 anos ou mais e 60,1% possuem o ensino médio ou escolaridade mais elevada. Dos trabalhadores por conta própria, 59,6% estão nessa faixa etária e 29,4% têm no mínimo o ensino médio.

Onde estão as MPEs

Do total de 6,1 milhões de pequenos negócios no País, 30,7% estão nas capitais e 69,3% estão nos demais municípios do país. As cidades com menos de 200 mil habitantes reúnem 47% das pequenas empresas.

O levantamento mostra ainda que um em cada dois empreendimentos de pequeno porte está no Sudeste. Os quatro estados da região são os que reúnem o maior volume de negócios do país. Juntos, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais possuem 3,1 milhões de empresas. Na região Sul, são 1,4 milhão de negócios (23%). No Nordeste, são 917 mil micro e pequenos empreendimentos, o que equivale a 15% do total. No Centro-Oeste, são 451 mil empresas (7%) e no Norte, 215 mil (3,5%).

São Paulo é a unidade da federação que possui o maior volume de micro e pequenos negócios do país: são 1,8 milhão de empresas. Em seguida, aparecem Minas Gerais e Rio Grande do Sul, com 688 mil e 601 mil, respectivamente. No outro extremo, Roraima aparece com o menor volume de negócios. Em todo o estado há 8,6 mil MPE, de acordo com o Anuário.

No Sul do país é onde há maior concentração de empresas no interior. De cada 100 MPE, 81 estão fora da capital. Na região Sudeste, a proporção é de 68 micro e pequenos negócios no interior para cada 100 empresas. No Nordeste, o número alcança 65,3% no interior, enquanto nas regiões Norte e Centro-Oeste, cai para 57,8% e 53,7%, respectivamente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.