As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Faculdades oferecem pontos comerciais para franquias

Carolina Dallolio

23 de novembro de 2011 | 20h00

A escassez de pontos comerciais e os preços proibitivos dos imóveis ainda disponíveis atrapalham os planos de expansão de muitas franqueadoras. De acordo com dados da Franchise Store, consultoria que comercializa franquias de mais de 70 marcas, a demora para encontrar um ponto comercial varia hoje entre 90 e 120 dias – há um ano, um mês era suficiente para que as redes encontrassem um imóvel vago. Em sua primeira , o Estadão PME publicou uma matéria sobre o assunto.

Para tentar driblar o problema, muitas redes optaram pela abertura de unidades em cidades do interior. Nessas regiões, há mais imóveis disponíveis, o custo é mais baixo e a concorrência também tende a ser menor. Também fizemos uma reportagem sobre o tema.

Mas uma alternativa que parece estar ganhando espaço entre as redes brasileiras é a abertura de franquias em faculdades. Funciona especialmente para empresas do ramo de alimentação – que sofrem muito para encontrar um ponto nos shoppings hoje em dia. Há uma série de vantagens nesse modelo: os custos são mais baixos, há demanda constante e a empresa ainda consegue atingir um público qualificado.

Uma das redes que hoje aposta nesta estratégia é a Espaço Árabe. O restaurante foi fundado em 2003, na Rua Oscar Freire, como uma empresa familiar chefiada pelo imigrante sírio-libanês Elias Sabag. Em 2009, a gestora de fundos de investimento Endurance Capital Partners S.A se associou ao grupo para promover sua expansão. Nesses dois anos, a rede já ganhou sete unidades em São Paulo. Duas delas são quiosques nas faculdades FAAP e a PUC- SP.

Mas para as empresas que se interessarem por pontos comerciais dentro de centros de ensino, convém se apressar. Com muita gente de olho nesses espaços, a tendência é que eles também comecem a ficar escassos e caros…

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: