As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Programa incentiva inovação e registro de patentes

Daniel Fernandes

27 de julho de 2011 | 18h39

Uma parceria entre o governo e a iniciativa privada vai incentivar a inovação e o registro de patentes no Brasil. Serão concedidas 100 mil bolsas de intercâmbio, que vão desde o nível médio ao pós-doutorado, para estudantes e pesquisadores. No total, 75 mil bolsas  ficarão a cargo do governo federal e o restante com a iniciativa privada.

Os incentivos são uma tentativa de melhorar a posição do Brasil no ranking mundial de inovação – atualmente o País ocupa o 47º lugar  da lista. Em um primeiro momento, a intenção é favorecer áreas consideradas prioritárias, como as de engenharia, ciências exatas, biológicas e da saúde, além da computação e tecnologia da informação.

Das 75 mil bolsas que serão custeadas pelo governo, 27,1 mil serão destinadas à graduação de estudantes. Mais 24,6 mil terão como destino o  doutorado com duração de um ano e 9,79 mil a doutorados integrais, com duração de quatro anos. Para pós-doutorados, serão 8,9 mil bolsas e para estágio sênior, 2,6 mil. Haverá ainda 700 bolsas para treinamento de especialistas de empresas no exterior; 860 para jovens cientistas; e 390 para pesquisadores visitantes.



Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: