As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Brasil continua sendo um dos países menos inovadores do mundo

Ligia Aguilhar

27 de janeiro de 2012 | 14h17

Ligia Aguilhar

A mais recente versão do Global Entrepreneurship Monitor (GEM), relatório que mapeia o nível de empreendedorismo no mundo, mostra que o nível de inovação no Brasil pouco cresceu no ano passado em relação a 2010.

De acordo com o levantamento, divulgado na semana passada, pouco mais de 10% dos novos negócios no País trazem ao mercado produtos e serviços verdadeiramente inovadores, o que coloca o Brasil no mesmo patamar de Trinidad & Tobago e à frente apenas de Bangladesh, onde o índice é de 10%. No ano passado, o  Brasil  apareceu na última posição, com menos de 10% de negócios inovadores. Já o Chile ocupou mais uma vez a liderança no quesito, com uma taxa de aproximadamente 55% .

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::
:: Twitter ::
:: Facebook ::
:: Google+ ::

O GEM apontou ainda que existem hoje 400 milhões de empreendedores espalhados por 54 economias diferentes. Segundo uma das principais autoras  do relatório, a professora Donna Kelley, do Babson College,  os números indicam que atividade empreendedora está florescendo no mundo. “O empreendedorismo, como motor econômico, é a melhor esperança para reavivar uma economia mundial enfraquecida.”

Dos empreendedores em estágio inicial, 163 milhões são mulheres, 165 milhões são jovens entre 18 e 25 anos e 69  milhões estão oferecendo serviços ou produtos inovadores.

A íntegra do relatório está disponível no site do GEM.

::: LEIA TAMBÉM :::
:: Inovação é a chave do sucesso para o pequeno negócio ::
:: Ausência de inovação diminui chance de sucesso ::
:: 5 empresários contam como ganham dinheiro com inovação ::
:: Público gay valoriza inovação e qualidade ::

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: