Vale a pena reduzir meu lucro para ter um preço mais competitivo?

Vale a pena reduzir meu lucro para ter um preço mais competitivo?

Reduzir o lucro vai depender de qual é sua capacidade de produção e de como o cliente vai reagir ao preço, entre outros fatores; mas pode ser melhor criar novas soluções, para não reduzir preço do que já existe

Redação

13 de abril de 2021 | 16h54

Por Felipe Chiconato, consultor do Sebrae-SP

Em um período de aumento de preço de matérias-primas e insumos, eis a pergunta que sempre vem à cabeça: será que vale a pena eu reduzir meu lucro para ter um preço mais competitivo? A resposta para esta pergunta é bem complexa e no primeiro momento eu diria: depende!

Depende de uma série de fatores, pois diminuir a sua margem de contribuição (o que muitos chamam de lucro na hora de precificar, mas lucro mesmo você só apura no Demonstrativo de Resultado do Exercício – DRE), o obriga a ter um volume maior de vendas para suprir seus custos.

Para ter um volume maior de vendas é preciso checar a sua capacidade de atendimento / produção, sua estratégia de marketing e se tem mercado para tal crescimento.

Em contrapartida, ainda tem fatores mais estratégicos, como pensar na reação do seu cliente diante disso. Será que ele compraria, será que o perfil desse cliente não mudaria e será que o meu cliente está de fato incomodado pelo fator do preço?

Abaixar sua “margem de contribuição” pode ajudar ou prejudicar. Vai depender muito dos fatores citados acima. Precisa entender que preço é uma ferramenta para alcance dos seus objetivos estratégicos. Ele auxilia a atingir os resultados esperados e não ao contrário.

Para reduzir preço e manter faturamento, é preciso aumentar produção para ter mais vendas: você, empreendedor, tem capacidade em sua fábrica para isso? Foto: Alex Silva/Estadão

Talvez a solução não seja apenas diminuir a “margem de contribuição”, mas sim criar soluções diferentes que justifiquem margens maiores, ou até mesmo produtos com margens menores para cientes diferentes.

Lembre-se: cada ação gera uma reação no financeiro. Então não é uma pergunta simples de se responder, precisa entender os impactos causados com a decisão, para assim tomar a decisão que gere o menor impacto financeiro e o maior ganho para o contexto.

Quer debater assuntos de Carreiras e Empreendedorismo? Entre para o nosso grupo no Telegram pelo link ou digite @gruposuacarreira na barra de pesquisa do aplicativo. Se quiser apenas receber notícias, participe da nossa lista de distribuição por esse link ou digite @canalsuacarreira na barra de pesquisa. 

Tudo o que sabemos sobre:

EmpreendedorismomicroempresaSebrae

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.