Vá além do básico

Daniel Fernandes

20 de março de 2014 | 09h46

Rafael Mambretti é sócio da Carbono Zero Courier
Semana passada, escrevi um pouco sobre as pessoas, como criar soluções que são estratégicas para o seu negócio e, ainda, contribuir com a sociedade. Hoje, vou falar de como criamos algo que vai além do básico.
A Pedalada Para o Bem nasceu em 2012 e, no mesmo ano, no dia 22 de novembro, fizemos a primeira edição do evento. O que é a Pedalada Para o Bem? Um dia onde, todo o valor arrecadado com as nossas entregas, é doado. Até aí, sem muita novidade. Mas a diferença é que nesse dia convidamos voluntários para pedalarem como ciclistas entregadores. Esses voluntários não só vão conhecer um pouco da rotina de um bike courier, mas também ajudar. O suor deles é o que gera a alegria da doação.
Vejam, ir além, vender algo, isso é básico, é trivial, é algo que é feito desde os primórdios. Precisamos (r)evolucionar, repensar alguns conceitos. Precisamos que as empresas assumam de vez o manto da responsabilidade perante a mudança. Não se pode depender somente do poder público. Empresas, marcas, exercem forte influência nas pessoas – e que isso seja utilizado para algo positivo.
É muito legal o exemplo da Tom Shoes. Eles criaram o “One Day Without Shoes” (procurem no Google), que se traduz como um dia sem sapatos. Plantam o conceito da mudança, do fazer diferente. Imaginem, anos atrás, uma empresa que faz sapatos, promover um dia sem usá-los? Outra empresa, com bons exemplos na mesma linha, é a Patagonia.
Pensem, em seus negócios, como vocês podem fazer diferente, como podem ir além do trivial. Reflitam: o que vocês fazem? Qual o produto que vocês vendem? A forma, etc. Tudo isso é do mesmo jeito do que os últimos 5, 10, 15 anos? O que pode ser feito de diferente? Como o seu negócio pode ajudar a mudar o mundo?
 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: