Todo empreendedor deveria ter um amante

Daniel Fernandes

21 de maio de 2014 | 17h44

Rafael Mambretti escreve toda quinta-feira
No começo de minha carreira na Siemens (Essa mesma! Aquela empresa alemã mais conhecida atualmente por seus escândalos do que por seus produtos) aprendi muita coisa, mas muita coisa mesmo! Para vocês terem uma ideia, eles faziam compostagem do lixo da unidade em que eu trabalhava, tinham preocupação e cuidado com a reserva florestal que estava dentro da propriedade, enfim, um belo exemplo. E isso no final dos anos 1990!
Calma! Antes que você venha falar que milhares de outras empresas já faziam muito mais há muito mais tempo, um esclarecimento: não estou falando que eles são os melhores ou eram os únicos. Porém, para moldar a minha jovem mente (e valores), foi um ótimo berço.
Foi lá que fiz vários cursos de aprimoramento pessoal e técnico. Um deles me chamou a atenção. A consultora que ministrava o curso (devia ser psicóloga) dizia que ‘todos deveríamos ter um amante’; apesar de não ser fã da expressão, o que ela estava querendo dizer é que todos deveríamos ter um hobby, uma válvula de escape, algo que pudéssemos fazer para retirar nossa mente do desenfreado dia a dia.
Por ser mais jovem, não dei muita importância. Afinal, muitas vezes, quando a gente é jovem, o que mais fazemos são coisas de que gostamos: praticar esportes, sair, ver o São Paulo jogar, festas etc.
Levaram alguns anos para entender e encontrar a minha “válvula de escape”, que é a meditação. Meditação da técnica Sahaja Yoga (Google it!). Mudou a minha vida, sou definitivamente uma pessoa melhor em vários aspectos. Calma (novamente)! É uma escalada, ainda tenho muito o que melhorar e me corrigir, mas é na meditação que encontrei o verdadeiro Rafael, aquele que estava dormente, mas sempre ansioso para despertar.
Isso, definitivamente, ajudou a alinhar o meu propósito, não só como pessoa, mas como empreendedor. Não sei se a Carbono Zero vai durar para sempre, se vou continuar nela para sempre, sei que a válvula que era para escapar, foi onde me achei!!!
=)
Encontre-se!
Um abraço,Rafael

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: