'Steve Jobs não seria contratado por 90% das empresas no mundo', afirma fundador da Atari

Daniel Fernandes

04 de novembro de 2014 | 11h54

A frase é no mínimo provocadora. E vamos logo a ela: “Steve Jobs não seria contratado por 90% das empresas no mundo”. Também é interessante quem a disse: Nolan Bushnell, fundador da Atari Corporation – a lendária companhia de vídeo games que transformou o produto em febre mundial no final da década de 70.
De acordo com Bushnell, o modelo das empresas ainda não permite que ‘novos Steve Jobs’ exerçam livremente a sua criatividade para encontrar soluções inovadoras para essas mesmas companhias. “Há muitos Steve Jobs trabalhando para vocês sem vocês saberem”, disse Bushnell, que além de Jobs empregou também Steve Wozniak.
::: Leia também :::
Jobs gostava do suco de cenoura mais caro do mundo
Jobs não permitia aos filhos usar o iPad em casa
Grandes empreendedores que não foram bons alunos
O criador da Atari está lançando o livro Encontre o Novo Steve Jobs – Finding the next Steve Jobs e fez essa afirmação na HSM ExpoManagement 2014, considerado um dos principais eventos de gestão da América Latina. Ainda durante o evento, Bushnell fez uma interessante análise sobre o brasileiro.
De acordo com ele, “o amor pela vida dos brasileiros deveria ser transferido para as empresas de uma forma regular”. “A intensidade é um trunfo (nos negócios). Vocês devem achar a paixão para tornar realidade aquilo que sonham”, analisou.
É para o empreendedor pensar.
Daniel Fernandes é editor do Estadão PME e de vez em quando escreve no Blog do Empreendedor apenas como convidado, embora os leitores quase nunca gostem do que é escrito.

Tudo o que sabemos sobre:

Blog do Empreendedor; Estadão PME

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: