Semana de Impacto BNDES traz debates para o ecossistema de empreendedorismo

Semana de Impacto BNDES traz debates para o ecossistema de empreendedorismo

Evento gratuito e online ocorre de 5 a 9 de julho; na ocasião, será anunciado o programa de aceleração BNDES Garagem, focado em empreendimentos de impacto socioambiental

Maure Pessanha

30 de junho de 2021 | 18h55

Está em curso um movimento potente, que reúne diferentes atores sociais norteados pela crença da força do empreendedorismo de impacto para endereçar soluções inovadoras a fim de reduzir os problemas socioambientais do Brasil. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) é parte dessa mobilização que planeja dar suporte à construção de um conjunto robusto de empresas focadas em combater a desigualdade social e contribuir com a resolução de desafios ambientais. A meta é apoiar empreendedores e empreendedoras a alcançar ciclos virtuosos de impacto positivo.

Como parte dessa articulação, o banco vai realizar de 5 a 9 de julho a Semana de Impacto BNDES – Empreendedorismo que Transforma (inscrições aqui no link). Na ocasião, o presidente da instituição, Gustavo Montezano, vai anunciar a abertura das inscrições para a segunda edição do BNDES Garagem, um programa de aceleração que será, pela primeira vez, voltado exclusivamente a empreendimentos de impacto socioambiental.

Destinada a empreendedores e startups de impacto, a iniciativa é realizada em parceria com o Consórcio AWL – formado por Artemisia, Wayra e Liga Ventures – e constitui um dos mais importantes programas nacionais desenvolvidos pelo e para o ecossistema de impacto.

A Semana de Impacto BNDES reunirá nomes de destaque dos setores privado e do governo em torno de debates sobre a importância da inovação aberta em empresas e do empreendedorismo no setor público como instrumentos para promover impacto socioambiental positivo no Brasil. Entre as mesas, destaco a que vai debater o papel do intraempreendedorismo no setor público para escalar impacto – tema que dialoga claramente com a demanda urgente de levarmos essa modalidade de empreendedorismo para esferas que possam ampliar a escala das soluções.

Empresas de impacto ambiental são foco de programa; na foto, Central Mecanizada de Triagem em São Paulo. Foto: Taba Benedicto/Estadão-25/6/2020

É muito relevante essa mobilização e esse envolvimento do banco no ecossistema de empreendedorismo de impacto pela força realizadora que possui. Fundado em 1952 – e atualmente vinculado ao Ministério da Economia –, o BNDES desenvolve ações focadas no impacto socioambiental e econômico no Brasil.

Como principal instrumento do governo federal para promover investimentos de longo prazo na economia brasileira, oferece condições especiais para micro, pequenas e médias empresas, além de linhas de investimentos sociais direcionadas para educação e saúde, agricultura familiar, saneamento básico e transporte urbano. Em situações de crise, atua de forma anticíclica e auxilia na formulação das soluções para a retomada do crescimento da economia.

Recomendo aos empreendedores e às empreendedoras – em especial, aos que têm interesse em saber mais sobre a segunda edição do BNDES Garagem – que acompanhem a Semana de Impacto BNDES. Devido às restrições impostas pela pandemia, a semana será conduzida no formato online via inscrição gratuita (aqui no link).

* Maure Pessanha é empreendedora e diretora-executiva da Artemisia, organização pioneira no fomento e na disseminação de negócios de impacto social no Brasil.

Quer debater assuntos de Carreira e Empreendedorismo? Entre para o nosso grupo no Telegram pelo link ou digite @gruposuacarreira na barra de pesquisa do aplicativo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.