Quer ser um sucesso nos Estados Unidos? Seja o mais brasileiro que você conseguir

Daniel Fernandes

11 de março de 2015 | 11h08

Leo Spigariol escreve toda quarta-feira no Blog do Empreendedor
Mesmo com tanta tensão rolando no mercado e feedbacks pessimistas vindo de diversos canais, há sempre oportunidades no ar. É só uma questão de estar atento e saber aproveitá-las.
Ontem, fiquei mais de duas horas conversando com Thiago, um santacruzense arretado que há mais de 10 anos mora em Portland, no Oregon. Nos conhecemos por intermédio de amigos em comum em sua última vinda à terra natal durante as festas de fim de ano.
E a empatia entre nós aconteceu instantaneamente. A sintonia de ideias fluiu como se nos conhecêssemos há anos. E logo ele topou ser nosso parceiro para entrar com a DE CABRÓN na terra do Tio Sam. Já pensou? Um produto feito em Santa Cruz do Rio Pardo e adorado por pessoas do outro lado do continente?
Pois é.
É assim que as coisas estão caminhando. Nos últimos dois meses, Thiago vem fazendo um trabalho impecável de pesquisa sobre o perfil de nossos produtos e como deveria ser seu comportamento pelas bandas de lá. E vou contar um segredo pra vocês: uma das coisas mais curiosas dessa pesquisa, de forma unânime, foi “deixe o produto mais abrasileirado possível”.
Os norte-americanos adoram a cultura gastronômica brasileira, com nossos nomes e termos peculiares. Em suma, não traduza nada! E já temos marcado um evento de harmonização da pimentas, vinhos e charutos em uma das principais vinícolas de Portland. Temos data agendada: 27 de junho, com prestigiosa lista de convidados.
Mais para frente revelo o nome do local e também do evento. Não por acaso, Portland foi escolhida a dedo. Com mais de 35 cervejarias, mais de 500 foodtrucks e dezenas de vinícolas, certamente é um dos destinos que mais sabe valorizar bons ingredientes e suas harmonizações. Quero poder, em breve, escrever aqui para vocês que temos nossos molhos de pimenta na Hopworks Urban Brewery, uma das cervejarias mais respeitadas do mundo pela qualidade de seus produtos.
Por lá nossa história está só começando e, sem dúvida, temos um futuro cheio de possibilidades. Mas, somente pela oportunidade que se vislumbrou, já valeu a pena essa nova parceria e amizade.
Obrigado, Thiago, e bora fazer história.
 

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.