Quer ser lembrado? Então, roda, roda, roda baleiro, atenção!

Daniel Fernandes

29 de janeiro de 2016 | 06h12

Quando o baleiro parar, põe a mão. Pegue a bala mais gostosa do planeta, não deixe que a sorte se intrometa. Bala de Leite Kids. A melhor bala que há. Bala de Leite Kids. Quando o baleiro parar.

Se tem mais de 40 anos, já entregou sua idade pelo sorriso que deu agora.
Empresas e empreendedores estão investindo fábulas em Google Adwords e Facebook Ads para que suas marcas sejam lembradas e relembradas e se esquecem de que várias fórmulas antigas ainda funcionam, mesmo nesta era ultraconectada, individualizada e mensurada.
Desta forma, o tempo passa, o tempo voa, mas o jingle continua numa boa. E quando acaba? Quando acaba a gente quer de novo. Gostoso. Cremoso. Quando acaba a gente quer de novo. Todo mundo gosta a qualquer hora em todo lugar. Vigor Grego, a gente quer de novo. Talvez não reconheça a música, mas se tiver filhos pequenos, como eu, é bem provável que saiba o impacto desta musiquinha. Pois vende como pipoca…

E quem tem mais de 35 anos sabe que pipoca na panela, começa a arrebentar. Pipoca com sal, que sede que dá. Só eu e você, que sede no ar. Quero ver pipoca pular (pipoca com Guaraná). Quero ver pipoca pular (pipoca com Guaraná). Quero ver pipoca pular, pular. Soy louco por pipoca e Guaraná! Isto foi em 1991, e muitos (ou quase todos) cantam como se fosse hoje.

Por isso, muitos estudos já demonstraram o poder da música na criação e, principalmente, lembrança de uma marca. E Juliano Prado e Marcos Luporini provaram isto na prática, repetidas e repetidas vezes, pois são os empreendedores da Galinha Pintadinha (E do Galo Carijó. A galinha usa saia e o galo, paletó). Se ainda não tiver filhos, mas pretende tê-los, acredite: saberá quem ficou doente e quem nem ligou. Mas os mais “experientes” sabem que de leste a oeste, de norte a sul, a onda é a dança da galinha azul. Bata as asas, dê uma ciscadinha. Bata as asas, dê uma bicadinha. Afinal, este era o caldo nobre da Galinha Azul no final da década de 1980.
E agora, mesmo que muitos hábitos tenham mudado e as pessoas já não apanhem o sabonete, peguem uma canção e cantem sorridente pois o banho de alegria (precisa ser rápido) em um mundo de água quente, outros costumes continuam.
Por exemplo, depois de um sono bom, a gente levanta, toma aquele banho e escova o dentinho. Na hora de tomar café, é o Café Seleto, que a mamãe prepara, com todo carinho. Café Seleto tem sabor delicioso. Cafezinho gostoso, é Café Seleto.
Ou, já que hoje é sexta feira, chega de canseira. Nada de tristeza…
Marcelo Nakagawa é professor de empreendedorismo e inovação do Insper e diretor de Empreendedorismo da FIAP