Preocupe-se com o básico do marketing antes de querer vender algo

Preocupe-se com o básico do marketing antes de querer vender algo

Marketing não é apenas divulgar nas redes sociais, então é preciso entender o seu cliente, se aprofundar no seu mercado e, de fato, cuidar do seu negócio

Redação

01 de junho de 2021 | 17h01

Por Caroline Minucci, consultora especialista em marketing, vendas e marketing digital do Sebrae-SP

É engraçado quando falamos em marketing e as pessoas logo pensam: “minhas postagens”; “minhas vendas”; “tráfego pago”; “vou contratar alguém para fazer X coisa”, etc. Porém, ninguém se preocupa com o básico do marketing. E o que é o básico em marketing?

  • Básico é entender o cliente com o olhar do cliente (e não com o seu);
  • Básico é o consumidor entender o seu valor, sem você ficar forçando ele para isso;
  • Básico é ser único em algum aspecto que te diferencie dos seus concorrentes;
  • Básico é criar serviços e produtos que atendam a “dor” do outro lado da ponte (mercado) e não simplesmente pensar em algo e sair tentando vender desesperadamente;
  • Básico é saber como você quer “marcar” o mercado e saber ser significativo nele;
  • Básico é se relacionar com o cliente, entendendo que ele é um ser humano como você – e não diferente, fora do seu negócio.

Marketing não é apenas divulgar nas redes sociais; é preciso conhecer bem o cliente. Foto: Unsplash/@campaign_creators

Pensando nisso, fica claro que antes de querer vender algo para alguém, você precisa conhecer seu público ou, minimamente, se preocupar com toda a experiência que ele terá com a sua marca (desde a primeira impressão do seu post até o cheiro da sua embalagem, sua conversa no WhatsApp).

E você estará concorrendo com grandes marcas e empresas mais antigas que você no mercado? Sim, e isso não vai mudar! O cliente não vai “passar a mão na sua cabeça” porque você está começando ou está com dificuldades. Ele quer a melhor opção de consumo e fará suas escolhas baseado nisso.

Muitas empresas investem altas quantias em ferramentas e contratações como se estivessem terceirizando essa preocupação que, no máximo, deve ser delegada e não largada na mão de terceiros. Então, antes de querer vender desesperadamente e sair pagando para que outros façam certas operações, entenda o básico, se aprofunde no seu mercado e, de fato, cuide do seu negócio.

Acredito que sempre existe alguém pensando em formas de atender melhor seu cliente e, para o bem do seu faturamento presente e futuro, que esse alguém seja você!

Quer debater assuntos de Carreira e Empreendedorismo? Entre para o nosso grupo no Telegram pelo link ou digite @gruposuacarreira na barra de pesquisa do aplicativo.

Tudo o que sabemos sobre:

marketingEmpreendedorismoSebrae

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.