Por que é importante visitar a Summer Fancy Food (se você é da gastronomia)

Daniel Fernandes

11 de fevereiro de 2019 | 09h43

Por Ivan Bornes *
Vai acontecer de 21 a 28 de junho a 65ª edição desta que é a maior feira de alimentos e bebidas do mundo, a Summer Fancy Food, realizada sempre no meio do ano em Nova York (EUA). Com mais de 2.600 expositores de mais de 54 países, é um lugar ideal para conhecer e degustar (sim, a gente come demais!) todo tipo de alimento e matéria-prima que está sendo lançado no mundo.
Eu já fui duas vezes nos últimos quatro anos e posso afirmar que é de brilhar os olhos. Tudo o que vai acontecer no Brasil daqui a dois anos você vai ver primeiro em Nova York. Não é um investimento barato, mas vale cada centavo para aqueles que estão procurando se manter relevantes na gastronomia. Portanto, se você é empresário e empreendedor de restaurantes, bares, padarias, cafés, empórios, varejo alimentício e food service em geral, recomendo começar a juntar as moedinhas.

Estandes da Summer Fancy Food, nos Estados Unidos. FOTO: Gustavo Carrer

O participante, além da possibilidade de ver, cheirar, tocar e comer (sim!) uma enormidade de alimentos, vai poder também se aproximar das últimas tendências, de matérias-primas diferentes e de produtos de todas as regiões do mundo. Não menos importante, vai poder interagir e conversar com pessoas do mundo todo, assim como assistir a palestras que abordam questões de mercado, ética animal, biodiversidade, produtos fresh to table, embalagens e muitas previsões de como será a alimentação das pessoas nos próximos anos.
Neste ano fui convidado por Gustavo Carrer – que está organizando uma missão de empresários para visitar a feira – a colaborar na curadoria de atividades e visitas técnicas em Nova York, que acontece em paralelo às atividades da exposição. Gustavo atuou muitos anos no Sebrae, onde eu o conheci, e agora lidera a própria empreitada, que contempla visitas técnicas exclusivas, selecionadas e acompanhadas por profissionais conceituados (nomes como o Rogério Shimura), seminários no Brasil e Nova York, jantares e visitas específicas para o foco de trabalho de cada participante.

“Além da possibilidade de ver, cheirar, tocar e comer (sim!) uma enormidade de alimentos, o participante vai poder também se aproximar das últimas tendências de todo o mundo”

“O grande diferencial da nossa missão está na consultoria individualizada que oferecemos para o participante, em que preparamos um roteiro de visitas adicionais, levando em conta o porte, o segmento, o estágio de desenvolvimento e as necessidades de aprendizado”, reforça Carrer, consultor que já coordenou 11 missões internacionais para Nova York.
A primeira atividade do grupo de viagem é um seminário preparatório com os especialistas que ocorre ainda no Brasil, semanas antes do embarque. No dia 22 de junho, já em Nova York, ocorre o jantar de abertura e, nos dias seguintes, as participações na feira e visitas técnicas. No site oficial da missão já estão disponíveis detalhes sobre a agenda e o valor do pacote, que inclui hotel, ingressos, visitas, entre outros serviços.
Quando: 21 a 28 de junho
Contato: Gustavo Carrer, tel. (16) 99962-8155, contato@gustavocarrer.com
* Ivan Primo Bornes é empreendedor e fundador da rede de rotisserias Pastifício Primo