Perspectivas 2013: Uma receita em tempos de crise

Daniel Fernandes

02 de janeiro de 2013 | 11h53


Juliana não recomenda preocupação em excesso


E se a crise ganhar espaço no Brasil em 2013? Para a pergunta, que deve atormentar onze em cada dez empreendedores, Juliana Motter tem uma resposta na ponta da língua, talvez até uma receita.
“Quando tem uma questão de retração da economia e as pessoas deixam de comprar ou compram menos, entra muita coisa da criatividade, de criar coisas que fogem desse lugar comum, que despertem esse desejo de consumo”, analisa.
::: Estadão PME nas redes sociais :::
:: Twitter ::
:: Facebook ::
:: Google + ::
Criatividade e inovação, outro aspecto fundamental em tempos de crise.
Planejar e se preparar, tudo bem, mas Juliana não recomenda aos empreendedores preocupação em excesso. Pelo contrário. “Não dá para se pautar muito por essa questão da economia porque a gente acaba ficando ansioso demais e não faz aquilo que a gente acredita”, afirma Juliana. “Então, eu prefiro ser um pouco poliana e até acreditar que no final vai dar certo. De repente, a gente vem com alguma coisa inovadora”, conclui.
Sobre o futuro da Maria Brigadeiro em 2013, Juliana pretende ampliar a linha de produtos. “A gente vai ter bastante novidade, mas tudo relacionado ao universo do brigadeiro.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: