O que é indicador de lucratividade e por que você deve acompanhá-lo

O que é indicador de lucratividade e por que você deve acompanhá-lo

Acompanhar o lucro em termos porcentuais o ano inteiro pode ajudá-lo a tomar decisões, como criar um produto novo numa sorveteria durante o inverno, quando as vendas geladas despencam

Redação

10 de setembro de 2019 | 09h50

Por Célio Vitelli, consultor do Sebrae-SP 

Você, empreendedor, já deve ter parado para pensar sobre como vender mais, seja produto ou serviços, e com isso obter recursos não somente para cobrir todos os gastos, mas para gerar lucro, correto? Afinal, todo o seu esforço deve ser recompensado.

A lucratividade é um dos indicadores financeiros mais importantes para você avaliar o desempenho de sua empresa em relação as suas vendas. Veja bem, falamos aqui sobre o resultado do seu esforço traduzido em lucro!

O lucro pode ser expresso em valores e também em percentual (lucratividade). Por exemplo: se faturamos R$ 6 mil no mês e nos sobrou R$ 600 (lucro) temos então uma lucratividade de 10%.

Mas aí vem a pergunta: esse resultado é bom? Com o que posso compará-lo?

Temos para isso dois pontos de vista que podemos analisar. Você pode achar que R$ 600 seria pouco, mas, em termos de percentual, uma lucratividade de 10% pode ser bem interessante ao seu negócio, ao seu segmento, ao momento em que sua empresa está.

Foto: Epitácio Pessoa/Estadão

O acompanhamento mensal desse indicador é importante para ajudá-lo a identificar variações no seu resultado, que pode ocorrer de um mês ao outro, de um período a outro, o que chamamos de sazonalidade. Pense em uma sorveteria: qual seria a lucratividade dela em períodos de verão e qual seria a lucratividade dela no inverno?

Percebeu a importância? Com base no acompanhamento desse indicador poderemos tomar decisões importantes, como por exemplo lançar um outro produto ou serviço nos períodos em que há queda no faturamento, rever nossos custos, despesas e estabelecer metas de lucratividade cada vez maiores.

Tendências: