O bom hábito de criar novidades para o mercado

Daniel Fernandes

01 de julho de 2014 | 06h20

Bruno e Juliano escrevem toda terça-feira
Uma das principais estratégias para melhorar o faturamento de uma empresa é aumentar sua linha de produtos ou gama de serviços. Por isso, é muito importante estar sempre trabalhando no desenvolvimento de novidades tanto para o consumidor que já é seu cliente quanto para atingir novos nichos de mercado. Quando compramos a Laticínios Pomerode, em agosto do ano passado, a empresa contava com dez produtos no seu portfólio. Analisamos um por um e avaliamos que três deles deveriam ser descontinuados.
Eram produtos problemáticos, não acreditávamos no potencial deles. De fato, eles contribuíam pouco para o faturamento da empresa. Mas, ao mesmo tempo, representavam um percentual não tão desprezível do nosso ticket médio nos pontos de venda – entradas que deixamos de receber imediatamente ao optar em parar de produzi-los.
Imediatamente, começamos a pesquisar e desenvolver novidades. Além da questão de aumentar o faturamento, queríamos renovar a marca, já que havia anos que a Laticínios Pomerode não lançava nada de novo no mercado, o que gerava um certo incômodo para os donos de estabelecimentos onde vendíamos o produto: eles querem produtos novos e interessantes em suas prateleiras, pois sabem que isso aumenta as vendas.
Novas embalagens ou formas de apresentar um produto já existente também valem como novidade. E em maio deste ano, nove meses depois da compra da empresa, começamos a colocar no mercado produtos como o Creme de Parmesão Kraeuterkaese em potes de vidro, um contraponto à tradicional bisnaga, e em seguida um pack que traz uma bisnaga de Kraeuterkaese com um pacotinho de torradas superfinas, que consideramos uma opção inovadora para um lanche rápido e saboroso. Tudo com uma nova identidade visual, que começou a ser desenvolvida assim que fechamos a compra da Laticínios Pomerode.


Esses produtos não foram criados do nada. Foram desenvolvidos através de muita pesquisa e observação do mercado. A versão do Creme de Parmesão em potinhos de vidro foi pensada diante da percepção negativa de possíveis consumidores quando apresentados às bisnagas: eles estranhavam a embalagem e achavam ruim não conseguir ver a cor e a textura do produto. Já o pack Kraeuterkaese + torradinhas era uma ideia que já estava na nossa cabeça há algum tempo, quando víamos nossos filhos (e, confessamos, nós mesmos) comendo direto da bisnaga, no dedo. Encontramos então uma solução divertida e saborosa para consumir o produto.

Esses novos produtos estão tendo uma aceitação muito boa no mercado. Em menos de um mês, e sem estar ainda nas prateleiras de nenhuma rede de supermercados, o pack já é o 4º produto mais vendido da Laticínios Pomerode. Agora, estamos planejando o lançamento de novos sabores para nosso Creme de Parmesão. Também continuamos investindo muito esforço para lançar os queijos especiais da Vermont, quem sabe no começo do ano que vem. Todas essas novidades serão essenciais para atingirmos o faturamento que acreditamos ser possível neste empreendimento.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.