Na Índia, quem diria, ainda existe preconceito contra a bicicleta

Daniel Fernandes

04 de setembro de 2014 | 07h23

Rafael Mambretti escreve toda quinta-feira
Meus dias na Índia estão chegando ao fim, são mais de três meses por aqui. Umas das diversas maravilhas que esse país tem é a bicicleta. Muita, mas muita gente mesmo usa a ‘magrela’ para se deslocar.
É engraçado perceber como os países se assemelham em sua evolução. A Índia vive um momento de expansão e crescimento (assim como o Brasil já viveu e hoje vive menos), as pessoas têm aumentado sua renda e com isso, deixando de utilizar a bicicleta e partindo para o carro.
A bicicleta – assim como no nosso país tropical – é vista como veículo do pobre que quando tiver oportunidade, comprará um carro. No Brasil, principalmente nas grandes cidades, esse pensamento arcaico vem mudando, mas na Índia ainda não. Alguns anos passarão e mais congestionamento virão para as pessoas entenderem o papel que a bicicleta pode desempenhar em uma grande cidade.
Os poucos dias que passei por grandes cidades como Delhi (a capital do país) e Bombai (ou Mumbai, mas os indianos preferem Bombai que é o original e Mumbai foi o nome dado pelos britânicos) notei diversas vezes aquelas cenas inacreditáveis dos indianos carregando montanhas de coisas nas bicicletas. Também em Bombai, são famosos os Dabbawalas, que atingiram um nível de excelência invejado por grandes empresas, mais detalhes ficam para um próximo artigo =)
Sem citar estatísticas, estudos etc. apenas pelo que vi, é fácil afirmar que boa parte da economia da Índia é dependente da bicicleta. O país é o quarto maior mercado consumidor de bicicletas do mundo, são cerca de 10 milhões de unidades por ano, duas vezes mais que o quinto colocado, o Brasil. Milhões de pessoas, mais que a população de muitos países, andam diariamente de bicicleta por aqui…
Mas a pergunta que fica é se a Índia – diferente de outros países – terá sabedoria e discernimento para perceber que o caminho que começa a trilhar é uma rua sem saída. Problemas de estacionar os carros e ‘traffic jams’, assolam diariamente a população nas grandes cidades e estamos cansados de saber o quanto esses problemas são prejudiciais e não só para a economia.
 
 
 

Tudo o que sabemos sobre:

Blog do EmpreendedorEstadão PME

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: