Metas que desafiam

Daniel Fernandes

14 de outubro de 2015 | 06h59

 
O psicólogo inglês Richard Wisemen, da Universidade de Hertfordshire, realizou uma pesquisa com 3 mil participantes que colocaram metas pessoais na virada de ano como parar de fumar, emagrecer, economizar dinheiro, crescer profissionalmente. No início do ano, 52% dos participantes estavam altamente confiantes no sucesso de seus planos, mas no fim das contas, 88% falharam. Apenas 12% das pessoas que estabeleceram metas de final de ano conseguiram cumpri-las. Essa é a baixíssima porcentagem de “heróis” que conseguem cumprir aquelas promessas que fizeram a si mesmos. Por que as pessoas funcionam assim? Ou não funcionam? Por que não se comprometem com suas metas, algo que elas próprias definiram? Por que não é fácil conseguir o que se quer na vida?
Esse problema não ocorre somente no aspecto pessoal, profissionalmente temos a mesma situação. De acordo com dados fornecidos pela empresa americana Leadership IQ, foi feito um estudo com 4.182 profissionais de diversos setores, apenas 15% das pessoas acreditavam que suas metas para o ano ajudariam a realizar grandes feitos, que valeriam a pena o seu esforço. Existe uma enorme diferença entre você determinar METAS para a sua vida e determinar METAS QUE DESAFIAM.
Por isso que resolvi focar neste artigo sobre este assunto tão importante chamado META. Quando você abre a sua empresa, o que mais tem que buscar e alcançar diariamente são metas disto ou daquilo. Quando você monta o seu planejamento estratégico, definindo cenários pessimistas, realistas e otimistas, objetivos de vendas para os próximos 12 meses, 36 meses, você na verdade estará trabalhando com metas o dia inteiro, números e resultados que deverão ser buscados para o sucesso do seu negócio.
Isto quando você tem o conhecimento de montá-los corretamente, pois são fundamentais para fazer o negócio acontecer. Infelizmente muitas pessoas abrem suas empresas sem ter ideia de quanto querem vender, quanto custará os próximos 3 meses de sua empresa, qual o capital necessário,  simplesmente abrem seu negócio. Não preciso falar do resultado desta falta de informação e planejamento.
Falando de empreendedor para empreendedor, nenhuma destas metas vão funcionar se você não tiver muita  ATITUDE, muito esforço, muito compromisso, comprometimento, resiliência, determinação e vontade de vencer e fazer acontecer ! Além de tudo isso vai precisar também de muita ORGANIZAÇÃO.
Por isso que quando falamos em Metas que Desafiam  temos que dar um passo para trás, você tem que se entender com você mesmo, qual o seu momento, qual o seu objetivo, a sua determinação em fazer este negócio virar verdade, mesmo antes de começar a montar o negócio, qual será o seu nível de engajamento no negocio, pois esse tipo de meta tem a ver com o seu cérebro, é algo interior, é seu!. Ou você está ou você não está engajado!
A única coisa que tem mantido a civilização moderna por tanto tempo são os Líderes que estabelecem Metas que Desafiam. Quando você está emocionalmente ligado a sua meta, quando pode ver e sentir a sua meta, quando parece ser necessária a sua sobrevivência, ela testa seus limites, seu cérebro está vivo, os neurônios estão a toda velocidade, você se encontra em um nível de propósito que o que mais deseja é concretizar a sua meta, fazer  ela virar verdade.. Vamos exemplificar alguns exemplos da história de pessoas que realizaram as suas Metas que Desafiam, de acordo com informações levantadas na internet no site http://www.e-biografias.net.

 

THOMAS EDISON ( 1847 – 1931 )

Foi um dos maiores inventores da humanidade. Sua maior invenção foi a lâmpada elétrica, mas também inventou o fonógrafo de cobre, o projetor de cinema, o microfone, e o mimeógrafo . Além desta invenções,  ainda aperfeiçoou outros equipamentos como o telefone e a máquina de escrever.
Durante três meses apenas recebeu sua primeira educação escolar, pois o professor o achou impertinente. Recebeu de sua mãe uma educação doméstica o que fez com que estudasse o que realmente gostava, as ciências. Com 12 anos, após várias experiências construiu um telégrafo rudimentar.
Com 14 anos de idade Thomas Edison sofreu um acidente ao descer do trem, em movimento, que, com o tempo foi lhe tirando a audição. Trabalhando VINTE HORAS por dia e economizando conseguiu, em parceria com um amigo, montar uma firma de engenharia eletrotécnica. Com pouco tempo inventou o telégrafo que permitiu enviar diversas mensagens ao mesmo tempo. Em 1877 inventou o fonógrafo, aparelho que reproduzia o som e que evoluiu para o toca discos. Em 1879 veio a invenção da lâmpada elétrica, depois de realizar mais de 1.100 experiências. Em 1890, Thomas Edison fundou a Edison General Eletric Company, que se tornaria um dos maiores conglomerados do mundo
Fez que a determinação controlasse seus próprios pensamentos. Ele sempre fez das dificuldades grandes oportunidades. Quando descobriram que ele era surdo disse “a  surdez poupou o meu trabalho de ficar ouvindo opiniões inúteis que só me atrapalhariam. E me ensinou a ouvir a voz do interior”.

HENRY FORD ( 1863 – 1947 )
Em 1903, junto com alguns amigos fundaram a Ford Motor Company e trabalhando pelo processo de padronização lançou seu primeiro carro: o “Modelo A”. O sucesso foi rápido, logo a empresa produzia cem veículos por dia. A ideia de expansão logo veio, comprou as ações dos investidores e sozinho passou a fabricar um só modelo: o “Modelo T”, que foi posto no mercado em 1908, ao preço de 850 dólares. Graças a montagem em série, em 1925, um novo Ford ficava pronto em 15 segundos.
Henry Ford fracassou e foi à falência cinco vezes antes de, finalmente, ser bem-sucedido. Na verdade , durante toda seu percurso entre suas constantes quedas até atingir sua ascensão Ford foi vítima de críticos que diziam que NUNCA o homem substituiria os cavalos por máquinas. Certamente eles estavam “certíssimos” . Algumas das suas célebres frases:
“O insucesso é apenas uma oportunidade para recomeçar de novo com mais inteligência.”
“Não encontro defeitos. Encontro soluções. Qualquer um sabe queixar-se.”

“Se você pensa que pode ou se pensa que não pode, de qualquer forma está certo”

JOHN F. KENNEDY ( 1917 – 1963 )
Em 25 de maio de 1961,  Kennedy deu o seu famoso discurso na Universidade Rice com as seguintes palavras:  ” Nós decidimos ir a Lua nesta década e fazer outras coisas, não porque elas são fáceis, mas porque elas são difíceis”,  “em primeiro lugar, acredito que esta nação deve dar tudo para atingir o objetivo, antes desta década acabar, de pousar um homem na Lua e retorná-lo com segurança à Terra”, “temos que liderar em termos espaciais. O conhecimento espacial pode ser a chave para o nosso futuro na Terra.”
Depois de várias tentativas sem sucesso, 8 anos após a meta de ir a Lua lançada, a NASA conseguiria cumprir o objetivo no prazo determinado. Os astronautas Neil Armstrong, comandante da missão, Buzz Aldrin e Michael Collins fizeram treinamentos intensivos para conseguirem chegar onde nenhum homem havia ido antes.
Vou fazer um parênteses, utilizei este exemplo para a minha Equipe varias vezes quando tinha que colocar alguma meta | objetivo que a primeira instância parecia quase impossível, mostrava para o Time o discurso do Kennedy e pedia para eles se colocarem no lugar das pessoas que trabalhavam na NASA naquela época e receberam esta missão.  Imagina a dificuldade que eles não tiveram de fazer este projeto virar verdade, primeiro não podiam falar “não vai dar certo”, não existia esta hipótese, eles tiveram que buscar esta força interior para poderem comprar a ideia e fazerem que esta meta não fosse somente do Presidente dos USA John Kennedy, mas fosse deles também. Conseguiram nos 47 minutos do segundo tempo, em julho de 1969, mas conseguiram.

STEVE JOBS  ( 1955 – 2011 )
Fez carreira realizando coisas que os outros disseram que não poderiam ser feitas, Fundou a Apple. Deu vida às animações revolucionárias da Pixar. Imaginou um mundo com computadores eficientes e intuitivos. Deu-nos a oportunidade de transportarmos nos bolsos a internet, a música e as fotografias dos nossos dias. Inventou o iMac, o iPod, o iPhone e o iPad. Quatro revoluções em apenas três décadas, transformou por completo as indústrias da informática, da música e dos telemóveis, criando algumas das tecnologias mais utilizadas em todo o mundo. Com certeza ele era extremamente determinado e apaixonado pelas suas metas, ele acreditava imensamente no que estava fazendo e deixou um grande legado para o mundo.
Queria fazer um mundo melhor para viver e as pessoas os seguiam por causa disto. As suas estratégias para atingir suas metas com sua Equipe :
-> Se você deixar claro o por que de cada projeto, o quanto suas criações irão revolucionar o mundo, as pessoas se esforçarão muito mais
-> Revolucionar e transformar dados complexos em informações muito mais fáceis de se entender
-> Apresentar um produto com um entusiasmo falando com o coração e com o cérebro das pessoas
-> Mostrar os seus produtos com muito mais imagens do que palavras
Quando comentei que este tipo de meta tem que ser de você para/com você, vou explicar o meu exemplo. Li o livro “Metas que Desafiam” de Mark Murphy há aproximadamente 1 anos, viajando para o sul do País a negócios. O livro me chamou atenção, risquei algumas partes, mas não estava no meu momento correto para entender e SENTIR o que realmente significa este tipo de meta, pareceu interessante, mas nada mais que isso.
Uma semana atrás, olhei para ele e pensei, com tantas metas de vida profissional e pessoal que estou colocando para mim, neste momento de abertura da nova empresa, acho que poderia somar em algo. Quando comecei a ler, entendi realmente o que significam as Metas que Desafiam, elas tem a ver com o seu cérebro, você tem que estar ENGAJADO com o seu CÉREBRO para que ela funcione.
Quando você consegue chegar neste estágio, a sua meta se torna tão decisiva para a sua existência que não importa quais obstáculos encontrará, você não hesitará em realizá-la. Grandes dificuldades ou  problemas se tornarão simples etapas ou fases do negócio, a sensação é “estou dentro, vamos embora!”. É uma sensação tão boa você acreditar de verdade, não acordar pela manhã colocando em dúvida, será que vai dar certo, será que não vai dar, pois o meu compromisso com a minha meta é tão sincero que eu estarei disposto a fazer o que for necessário para fazê-la virar verdade.
Vale ressaltar que tudo isso tem um preço para ser pago em busca de um resultado. Você vai ter que deixar algumas coisas que gosta, terá que ter uma agenda muito bem controlada, pois exigirá muitos esforços para que vire verdade. Por isso que a sua meta tem que ser de verdade, você tem que querê-la e engajar o seu cérebro nela. Você com certeza já teve alguma meta de vida que realizou e lhe deu um grau de satisfação imenso, mas para isso com certeza teve que :
-> Se desafiar e sair de sua Zona de Conforto
-> Teve uma profunda ligação emocional com a meta
-> Precisou aprender novas habilidades para realizá-la
-> Teve que ter um investimento pessoal | pagar um preço para alcançá-la
-> Durante o processo visualizou inúmeras vezes o resultado positivo mesmo antes de consegui-lo
As Metas que Desafiam, conhecida como ciência dos feitos extraordinários, para que ela seja completa é necessário que tenha as 4 fases :
-> SINCERIDADE : por que você se importa com esta Meta? Ela é sua, é do seu chefe, do seu marido?
-> ANIMAÇÃO : se puder ver ou imaginar algo, seremos muito mais propensos a analisa-la, entende-la e adotá-la.
-> NECESSIDADE : você tem que realmente querer a sua meta, não adianta adiar para amanha, se quiser de verdade pode ter certeza que começará hoje.
-> DIFICULDADES : as suas grandes realizações na sua vida foram conquistadas facilmente? As que tiveram valor? Você terá um preço para pagar e o valor do retorno é proporcional ao preço pago, quanto maior o preço maiores chances de maior retorno e vice e versa.
SERGIO BERTUCCI : MBA na vida de Empreendedor com muitos acertos e erros; já são 20 anos, quase quebrei 2 vezes, uma por falta de pedido e outra por um pedido muito grande. Sócio-fundador e Designer da BERTUCCI FASHION UNIFORMS, membro Internacional da ENDEAVOR, com muita vontade de poder ajudar os Empreendedores a fazerem direito e crescerem o seu negócio.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: