Eu botei fogo no meu navio!

Daniel Fernandes

29 de setembro de 2015 | 12h16

 
Li uma história há uns 25 anos onde o grego Agátocles, fato ocorrido em 317 A.C, preparou a sua frota, cruzou o Mediterrâneo e atacou Cartago, antiga cidade do norte da África. Logo que desembarcou em Cartago, ordenou a seus soldados que queimassem os navios, pondo termo a qualquer intenção de resistência aos seus planos estratégicos e apenas deixando a alternativa, lutar e vencer, ou morrer. Ele e seus soldados conseguiram a VITÓRIA .
Dentro a  analogia aos tempos de hoje eu posso dizer tranquilamente que “botei fogo no meu navio”!
Resolvi me dedicar 110% ao projeto, não vou medir esforços nenhum para que ele de certo. Fácil? Claro que não, nada que valha a pena alcançar na vida é fácil. Na verdade Donald Trump descobriu a única coisa fácil no mundo : NADA, “Nada é fácil!” Posso realizá-lo? Posso mas nunca saberei de verdade se não tentar e continuar tentando. Os anos de experiência me trouxeram a brilhante ideia de procurar sócios qualificados, para juntos fazermos o projeto iniciar, acontecer e dar certo. Quando você acredita que esta é a sua única chance de virar o jogo, ai você terá que fazê-lo acontecer, questão de honra, quando leva para o desafio pessoal, pode ter certeza que você terá mais força ainda.

Você sabe a semelhança e a diferença entre o Vencedor e o Perdedor? A semelhança é que ambos vão cair, se machucar e até quebrar, mas a diferença é que o Vencedor vai levantar e dar sequência ao seu projeto de vida, não vai deixar qualquer rasteira, tombo ou obstáculo fazer com que desista de sua história.
Eu já tomei muita porrada nesta vida desde o dia que resolvi que queria ser alguém, crescer financeiramente na minha vida. Vi a chance de realizar isso montando o meu negócio, saí de uma classe média, estudei sempre em colégio estadual e resolvi abrir o meu primeiro negócio aos 24 anos.  Já contei alguns acontecidos nos artigos anteriores, a minha sensação foi que sempre vivi em uma montanha russa, subia passo a passo, aí alguma coisa dava errado, como não fazer calor no verão, pronto, Shazzan, descia a 200 km/h, mas depois da descida, não desistia e  começava a subir novamente.
Às vezes você precisa destruir para reconstruir, pegue o exemplo da Alemanha e Japão que foram destruídos na Segunda Guerra Mundial e se tornaram as maiores potências do mundo após as suas reconstruções. Tiveram a capacidade de fazer direito.
Uma das coisas mais comum nas pessoas que “querem” empreender é ficar criando desculpas para não fazer o negócio acontecer. Dar desculpas é muito fácil, tente fazer com que a sua desculpa vire o seu motivo. Para dar certo você terá que acreditar no seu negócio de verdade, terá que colocar toda a sua energia, todo o seu conhecimento, toda a sua vontade, pois AGORA | HOJE é o único tempo que tem para fazer. ONTEM já passou e é um cheque cancelado e AMANHÃ ainda virá e é uma simples Nota Promissória. Muita gente que abre o seu negócio cria várias alternativas para si mesmo “se o negócio não der certo”, aí eu faço isso ou aquilo. As pessoas não se dedicam de verdade, não acreditam de verdade, não se esforçam de verdade. Você vai ter que meter a mão na massa de verdade, não é superficial, vai ter que ser profundo.
De acordo com Theodore Roosevelt, “tem que entrar na arena, ficar com as mãos sujas e testas suadas e ter um senso de objetivo, coragem e dedicação” para poder fazer acontecer o seu negócio, senão você diminuirá muito as suas chances de fazer parte dos 30% que não quebram em 3 anos. Vamos aumentar essa estatística!!! Vamos nos dedicar e fazer virar verdade os nossos objetivos e sonhos!!!
Uma das grandes sacadas que aprendi durante este período de quase 20 anos como empreendedor é que posso até desenhar o mapa da estrada onde pretendo chegar, através de um planejamento estratégico, mas serão as atitudes do dia a dia, a somatória das ações corretas efetivadas diariamente, que me ajudarão a conseguir chegar ao meu objetivo fim. Podem surgir novos percalços no caminho, mas se você estiver preparado e atento,  prevenido nos que já conhece, você facilitará a sua viagem e fará com que seja mais segura. O dia a dia do Empreendedor é muito difícil, parece que as coisas não gostam de dar certo na primeira vez, parece que tem que falar a mesma coisa 10 vezes, aí a chance melhora. Infelizmente as coisas não funcionam naturalmente.
Mas para fazer com que esta viagem seja divertida, temos que ter muito entusiasmo. Buscar aquela sensação positiva de dentro de você, de procurar fazer o seu melhor, e isso faz tão bem que fui buscar a etmologia de Entusiasmo e adorei o significado : vem do grego e o significado é Deus dentro de você !
Quando você acredita de verdade em você, vem uma força de dentro que realmente pode mover montanhas. Neste um mês desde que efetivamente resolvemos montar a Bertucci Fashion Uniforms, já temos CNPJ, IE, logo definida, a apresentação está em confecção, iniciando o contrato de acionistas, as estratégias para 2016 já foram definidas, temos metas de vendas até 2020 e vamos buscá-las. Com sócios qualificados a velocidade do negócio é completamente diferente. O que demoraria 3, 4 meses para acontecer normalmente, fizemos tudo isso em 30 dias.
Procure muito bem com quem quer trabalhar por um bom período de sua vida. Se você é o criador do projeto, passe muita segurança e conhecimento para os seus sócios, investidores, pois eles saberão que não será qualquer obstáculo besta que vai fazer você desistir do projeto ou impedir em acordar bem cedo e fazer o seu melhor.
Não acredito em negócios onde “empreendedores” abrem a empresa  e deixam na mão de um gerente para tocar, montam como uma segunda renda, vão na empresa somente quando podem. Já ouvi centenas de casos onde a pessoa começou a tirar dinheiro de sua renda principal para colocar na empresa.  Vivenciei muito casos no interior de São Paulo, geralmente maridos médicos e advogados montavam uma boutique de roupas para a sua mulher não ficar em casa. A chance de dar errado era e é gigante, pois para você montar um negocio você tem que querer MUITO, e tem que ter conhecimento do negócio.
Vou contar um case que ocorreu comigo, eu vendia a minha grife para uma loja no interior de SP e o mark up que a cliente colocava era de 100% (exemplo: eu vendia uma blusinha para ela por R$ 20 e ela vendia na loja por R$ 40). Cheguei um dia na loja e estava escrito PROMOÇÃO 60% de desconto. Comentei com ela que estava vendendo abaixo do custo dando 60% de desconto (ela vendia por R$ 40 com 60% de desconto sobrava R$ 16, tinha pago R$ 20, R$ 4 de prejuízo na peça ). Ela disse que eu não sabia nada, se ela colocava 100% e dava 60% de desconto ainda sobrava 40%. Quando fiz as contas e expliquei para ela a diferença entre mark up e margem, quase teve um enfarte na minha frente, descobriu o porque só trocava duplicata e nunca sobrava dinheiro.
Era melhor se tivesse deixado o dinheiro na poupança, a conta seria mais barata. Vale ressaltar que nunca gosto de generalizar 100%, tem muitas donas de boutique muito bem sucedidas, grandes negócios, mas estatisticamente o numero é pequeno. O abre e fecha de loja de roupa é uma coisa absurda. Gigantes multinacionais dão certo em outros países porque já vem com todos os  processos |  gestão | políticas prontas, uma caixa pronta para tocar.
Vamos ao diário de bordo desta última quinzena:
– CONEXÕES : estou percebendo o poder das conexões, muito feliz com a receptividade das pessoas que conheço e abertas a ajudarem a fazer o projeto acontecer. A vida é um eco, se você não gosta do que está recebendo preste atenção ao que está emitindo. Aproveito a oportunidade para agradecer pelas portas abertas que tenho recebido
– OBZ : se você montar um negócio com mentalidade Orçamento Base Zero, você de cara vai evitar gastar dinheiro à toa. É muito engraçado, antes de cortar, você nem gasta, com esta mentalidade, tudo que tem que comprar ou investir, nos perguntamos será que realmente temos que fazer isso? Se não fizer não vai funcionar? Quando esgotamos, aí sim investimos ou não! Aprendi muito bem com o meu amigo Ricardo Ferreira, fundador da Richards. Ele sempre diz “custos é igual unha, tem que cortar todo dia”. Infelizmente na época não dei tanta atenção como deveria ter dado a este ensinamento, mas hoje acredito 100% nisso.
– INVESTIDOR : Entenda se você realmente precisa de um investidor e qual o melhor momento para colocá-lo na empresa, arregace as mangas, faça o seu negócio começar a funcionar, venda, produza, venda, produza e na hora certa chame-o para poder realizar a sua parte no negócio.
– ADMINISTRATIVO : faça tudo direito, tenha uma administração muito bem controlada, gestão, pague todos os impostos nas datas de vencimento. A multa por não pagamento é de 30%, ou seja, um absurdo e nenhuma aplicação vai te render este valor, além dos juros mensais. Dar prioridade para a contabilidade de sua empresa, sente com o seu contador. Converse com uns três antes de contratar um, analise qual pode te passar as melhores informações sobre a sua empresa. Compre e venda tudo com nota fiscal. Essa será a única forma de poder conhecer os números e criar um valuation da sua empresa, eles têm que ser claros para que ela tenha valor.
Sobre o projeto do livro que quero escrever “Montando uma empresa corretamente”, aproveitando inclusive o meu “Diário de Bordo”, vou deixar mais uma parte para você que esta pensando em abrir a sua empresa possa se questionar e entender quem é você!
VOCÊ SE CONHECE? ESTÁ PREPARADO PARA EMPREENDER ?

– O que você quer para a sua vida? Você gosta de correr risco ? Precisa de estabilidade emocional e financeira para viver? Tem resiliência? Desiste fácil das coisas? Acredita em você? Acha que pode  fazer mesmo todo mundo dizendo que não vai dar certo?
– O que você quer da vida para o próximo 1 ano? 3 anos? Já pensou em 5 anos?
– Por que não ser empregado e ganhar milhões em bônus em vez de empreender?
– Se considera um excelente aprendiz?  Se considera um líder? Um ótimo vendedor? Vai ter  que vender um sonho que  ainda não existe!
– Por que empreender? E se der errado? Qual o seu motivo, o que faz você acordar todo dia cedo para realizar ou conquistar? A sua meta vale a pena?
SERGIO BERTUCCI : MBA na vida de Empreendedor com muitos acertos e erros; já são 20 anos, quase quebrei 2 vezes, uma por falta de pedido e outra por um pedido muito grande. Sócio-fundador e Designer da BERTUCCI FASHION UNIFORMS, membro Internacional da ENDEAVOR, com muita vontade de poder ajudar os Empreendedores a fazerem direito e crescerem o seu negócio.

Tendências: