E quando a sua operação diária é um jogo de xadrez?

Daniel Fernandes

27 de fevereiro de 2014 | 06h31

Rafael Mambretti escreve toda quinta-feira
Gerenciar a logística de uma empresa de entregas urbanas não é fácil, agora imagina uma que faz entregas de bicicletas? É outro desafio. costumo dizer que a nossa operação diária é como um jogo de xadrez, diariamente se renova. No começo, as peças estão organizadas, arrumadas, cada uma em seu lugar, você tem algumas ideias de movimentos, mas quem vai realmente determiná-los é a pessoa que está do outro lado. No xadrez, o oponente. Na Carbono Zero Courier, a demanda.
O objetivo? Pedalar menos e produzir mais. Em outras palavras: eficiência. No nosso jogo, quem é mais eficiente ganha, se existe eficiência, todos saem ganhando! E, na nossa equação, ganha o planeta também.
Previsibilidade, antecipar o movimento, antecipar a demanda. Parece impossível, mas com técnica e criatividade pode-se reduzir o índice de surpresas e “guiar” a demanda para onde se deseja .
No nosso jogo diário existe uma parte fundamental e de grande valia, a tecnologia. Utilizar a tecnologia para aumentar a eficiência é um dos objetivos básicos de qualquer empresa, o problema é quando ela vira inimiga, complica o que era para simplificar.
Tem pouco mais de 6 meses que comecemos a desenvolver um sistema próprio que irá pautar o nosso crescimento pelos próximos anos. Você pode perguntar, por que não optar por uma solução pronta? É mais barato e rápido. Boa pergunta! Nós, que conhecemos (ou achamos que) do nosso negócio, preferimos criar algo novo e que atenda os padrões que desejamos, que seja moderno e, principalmente, por ser algo importante entendemos que vale o investimento de tempo e dinheiro.
No jogo de empreender, as peças a nossa disposição precisam contribuir e não prejudicar o todo. Fazer uso de tecnologia pode ser muito mais que um diferencial, pode ser vital. É importante entender o momento de investir seu precioso tempo e recursos.
Bom feriado e até a próxima,
Rafael
 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: