É preciso preparar o negócio para as vendas do Natal

É preciso preparar o negócio para as vendas do Natal

Franqueados e empreendedores individuais, reajam e se preparem para as vendas da Black Friday e do Natal; há sempre mais um dia para vender

Ana Vecchi

05 de novembro de 2020 | 16h02

Os negócios não têm mais tempo a perder com a justificativa de (ainda) estarem se adaptando aos novos cenários. Foi-se o tempo em que as compras do varejo para o Natal já estavam planejadas em março, em função do histórico de vendas do ano anterior. Assim como a antecedência do que e como fazer para vender bem nas datas festivas, como Dia das Mães, Dia dos Pais e Dia dos Namorados, por exemplo.

Empreendedores, gestores e empresários estão prontos para debater os impactos da segunda onda da covid-19 na Europa e suas possíveis implicações para o Brasil? E se acontecer por aqui, ainda que parcial, o retorno das restrições? Máscaras, lavar as mãos e o uso de álcool gel são ferramentas de gestão preventiva para que possamos mitigar os riscos. É preciso ter cuidado com as equipes de atendimento em lojas e da área de food service.

Inaugurações para os meses de novembro e dezembro podem “salvar” o ano de 2020, como as franquias de pop up store, repasse, loja física, microfranquia de serviços ou que envolvam delivery e o setor da educação.

Mesmo com os novos cenários impostos pela pandemia, empreendedores devem se preparar para a data. Foto: Daniel Teixeira/Estadão – 10/12/2014

No atendimento, o básico sem ser robotizado faz toda a diferença. As lojas físicas têm cada vez mais o contexto de experiência, buscando encantar o consumidor. O uso de técnicas de User Experience (conhecido como UX) passa a fazer parte do todo, pois físico e digital pertencem a um único mundo. Omnichannel (múltiplos canais) não é mais uma questão a se pensar, praticar é o verbo. Encantar no físico é continuidade da mesma experiência no virtual.

Clientes conscientes já vinham buscando os valores das marcas e seus propósitos, não mais apenas olhando o rótulo da embalagem. O que é sustentabilidade já passou a ser entendido por quase todos como algo a mais do que plantar árvore e reciclar lixo. Voltamos a valorizar o orgânico e o natural e passamos a reconhecer esses valores.

Franqueados e empreendedores individuais, reajam e se preparem para as vendas da Black Friday e do Natal. Há sempre mais um dia para vender.

* Ana Vecchi é consultora de empresas, CEO na Ana Vecchi Business Consulting, professora universitária e de MBAs, pós-graduada em marketing e com MBA em varejo e franquias. Atua no franchising há 28 anos em inteligência na criação e na expansão de negócios em rede.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: