Decidimos crescer…E não é por meio de franquias

Daniel Fernandes

26 de fevereiro de 2015 | 07h09

Rafael Mambretti escreve toda quinta-feira
Se passaram mais de 4 anos e finalmente está chegando o momento. A Carbono Zero Courier irá expandir suas atividades! Talvez você pense, um pouco tarde, não? Acho que não existe um tempo certo, do tipo um modelo a seguir, mas sim algo de estar preparado, confiante e, principalmente, sentido-se à vontade.
Lembrem-se que o nosso negócio é muito mais além do lucro. Para expandir pelo aspecto financeiro, teríamos iniciado com franquia anos atrás. Propostas não faltaram, a primeira vista o nosso modelo de negócio se enquadra facilmente, é atrativo e inovador, mas, como já escrevi aqui, não era o nosso interesse, pelo menos não um modelo 100% nessa direção.
No mês de abril iniciaremos nossas atividades nessa nova cidade, ainda a ser revelada em um próximo artigo. Quais os critérios usados para escolher essa nova cidade? Queríamos um local que funcionaria como uma espécie de laboratório. Uma cidade onde suas características seriam comuns para outras potenciais expansões, tamanho, perspectiva de resultado, potencial operacional e estratégia global foram alguns dos fatores levados em conta para a escolha.
Vejam, nosso tipo de serviço, teoricamente, tem demanda em todo o Brasil, mas é importante diferenciar o tipo da demanda: é delivery de comida? serviços em geral? documentos? transporte produtos? Nosso pequeno-médio laboratório nos trará uma bela experiência em não só gerenciar duas cidades, mas também em como nos preparar para futuras.
Qual modelo escolhemos? Uma coisa é certa, nesse momento, não é o de franquia. Estamos fazendo essa expansão como uma empresa, e, sim, contamos com ajuda de novos e importantes braços, mas que são braços que somarão para o todo, se preocuparão com o todo e não somente com “o próprio umbigo”. O que também, não deixa de ser um teste. Afinal, estamos falando de trabalhar com novas pessoas, novos gestores com expectativas e estilos diferentes. Mais um laboratório pensando no futuro.
Acho que o mais importante é compreender o tempo, a espera e o planejamento. Não meta o pé pelas mãos e corra para uma expansão, não seja ambicioso demais. Você quer que seu negócio, sua marca dure anos ou seja somente a próxima moda de franquia? Pessoas para te ajudar? Saiba como escolher, não procure somente por clones de você mesmo, traga diferentes experiências e backgrounds, mas principalmente, traga o espírito de fazer acontecer.
 
Aguardem mais novidades.
 
Um abraço,
Rafael
 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: