Criador do Netflix diz que desafio da empresa é unificar catálogo

Daniel Fernandes

31 de março de 2015 | 13h34

O desafio de uma empresa que torna-se conhecida em todo mundo é…torna-se global.
Por incrível que pareça, há uma diferença muito grande entre ser conhecida em todo mundo e efetivamente tornar-se global. O caso atual mais estridente, e certamente conhecido de todos, é o Netflix. O serviço que permite assistir filmes, séries e documentários pela internet tem despertado muitas questões…
Ele vai acabar com a televisão a cabo!!! Ele vai acabar com a televisão aberta, inclusive!!! Ele vai acabar com as duas!!! Ele não vai acabar com nada!!!
Nada disso. O principal desafio do Netflix atualmente parece ter sido revelado pelo seu criador e atual CEO. Reed Hastings afirmou para o site Gizmodo Australia o seguinte: a solução para o Netflix é tornar-se global, assim como o conteúdo exibido pela marca. Por torna-se global entenda acabar com a restrição de conteúdo por região do planeta – o usuário do Brasil tem acesso a um número menor de conteúdo por conta dos contratos atrelados aos estúdios e produtoras responsáveis pelo conteúdo exibido.
Acabar com essa barreira significa acabar com os mecanismos que os usuários recorrem para mascarar o local de origem, conhecidos por exemplo como VPN.
Acabar com essas barreiras significa acabar com a malandragem do VPN e concentrar-se no problema da pirataria. Mas essa já é outra história.
Daniel Fernandes é editor do Estadão PME
 

Tudo o que sabemos sobre:

Blog do EmpreendedorEstadão PME

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.