Como iniciar um negócio

Daniel Fernandes

03 de agosto de 2015 | 06h54


Robinson Shiba, fundador da rede China in Box, escreve no Blog do Empreendedor
Agora que você está interessado em iniciar um negócio, saiba que é muito importante ter um bom contador e advogado que te auxiliem nos diversos processos burocráticos que envolvem a abertura da empresa, o melhor regime fiscal a ser adotado, contratação de funcionários e contrato de locação, entre outras atividades.
Para conseguir bons profissionais no mercado, o ideal é obter indicações através de amigos ou, se você já fizer parte de uma rede de franquias, solicite uma indicação à própria franqueadora. Afinal, essa será uma relação de extrema confiança e o networking ajuda a selecionar um bom profissional no mercado.
O investimento na contratação desses profissionais vale muito a pena, já que são detentores de conhecimentos bastante específicos e que são fundamentais para a perpetuidade do negócio. Esses profissionais podem te ajudar a desenvolver a sua empresa com maior estruturação, mas a estratégia de negócio sempre será elaborada pelo próprio empreendedor.
Após a abertura da empresa é importante manter um contador para auxiliar nas obrigações de todo negócio, no cálculo e controle de todos os impostos a serem recolhidos, além de auxiliar nas obrigações fiscais, contábeis e tributárias. O advogado poderá ser acionado em caso de novas demandas, como por exemplo, contratos e nos processos trabalhistas, que eventualmente possam surgir. Mesmo com os profissionais contratados, muitos trâmites são de responsabilidade do próprio empreendedor, mas é sempre bom saber a quem recorrer em caso de necessidade.
Além disso, o bom contador deve orientar seu cliente sobre todos os documentos que devem ser guardados e por quanto tempo. No passado, já tivemos problemas para dar baixa em empresas, pois não encontramos os talões de notas fiscais que não haviam sido utilizados. O cuidado e a devida organização para arquivar esses e outros documentos é extremamente essencial. Com a tecnologia, todo esse processo foi facilitado, mas obter esse conhecimento é crucial.
Outra dica valiosa para se planejar financeiramente é manter um controle do fluxo de caixa, mantendo sempre, na empresa, um volume de reserva de capital capaz de suprir eventuais oscilações que qualquer negócio está sujeito e jamais colocar na empresa as suas despesas pessoais.
Iniciar ou desenvolver um negócio é sempre um desafio, por isso faz diferença contratar profissionais que ajudem a desenvolver um trabalho preventivo que minimize futuros prejuízos. Um contador e um advogado podem contribuir para que você atinja o êxito, seguindo os trâmites da lei e evitando gastos desnecessários. Sucesso na empreitada!
Robinson Shiba, presidente do Grupo TrendFoods
:: Leia também ::
Você tem perfil empreendedor?
 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: