Como ganhar dinheiro na crise e atingir as metas

Daniel Fernandes

01 de julho de 2015 | 08h01


Leo Spigariol, da De Cabrón, escreve toda quarta-feira no Blog do Empreendedor
Nos últimos meses, vivemos uma realidade bem diferente do que estávamos acostumados. Grandes empresas anunciando demissões, queda no consumo, endividamento das famílias aumentando, enfim, dessas notícias todos nós sabemos e estamos acompanhando e sentindo na pele.
E estou impressionado com a quantidade de currículos que recebemos nesse mês de junho. Desde engenheiro de produção com mais de quinze anos de experiência até gente que acabou de ingressar no mercado de trabalho e está sonhando com a primeira oportunidade.
Crise gera isso.
E o mercado de talentos em busca de novas oportunidades cresce. E, quando se tem uma empresa que ainda não explorou nem 30% do potencial de mercado, nasce a tríade de oportunidade de ouro: concorrentes com medo, talentos disponíveis e mercado com espaço para ser trabalhado. E a área comercial agora é o nosso foco.
Com muito planejamento, foco e entrosamento, esse mês de junho conseguimos ultrapassar a nossa meta – que era quase irreal pelo período em 110%. A equipe brilhou. E, para julho a coisa vai esquentar. Mais pessoas estão se aproximando e participando do projeto para engrossar o caldo. Novos talentos aterrisando. Nossa linha de ataque está cada vez mais afinada. Que venha julho! Que venha mais metas irreais para serem batidas! Um ótimo mês para todos vocês.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: