Bel Pesce se prepara para lançar gibi e passa a colaborar no Estadão PME

Daniel Fernandes

04 de março de 2015 | 07h07

Depois de lançar três livros que acumulam mais de 3 milhões de downloads e 100 mil exemplares vendidos, Bel Pesce se prepara para lançar um gibi para crianças da Turminha da Bel. O gibi estará na s lojas, mas também terá conteúdo online gratuito. Esse é um dos projetos da empreendedora para 2015, que a partir de 10 de março passa a ser colaboradora do Estadão PME.
Bel terá uma coluna mensal no caderno publicado toda última quarta-feira do mês e ainda vai colaborar duas vezes por mês no Blog do Empreendedor (na segunda e terceira terça-feira do mês).Em sua coluna no jornal, Bel vai focar em temas diferentes que juntos podem mostrar histórias que desmistificam a inovação e o empreendedorismo. “Por meio de histórias que vivi, interagi, histórias que de uma forma ou outra eu me aproximei e aprendi com elas vou usá-las para mostrar como surge inovação, o que realmente faz um empreendedor se diferenciar”, afirma.

Para quem quer abrir uma empresa, mas está inseguro por causa do momento econômico, Bel faz um destaque: algumas das maiores empresas foram feitas na crise. Mas não se deve esquecer de calcular os riscos antes de entrar de cabeça no projeto.
Bel estudou no Massachusetts Institute of Technology (MIT), onde se formou em Engenharia Elétrica, Ciências da Computação, Administração, Economia e Matemática. Ela trabalhou na Microsoft, Google e Deutsche Bank e escreveu seu primeiro livro, A Menina do Vale, baseado na sua experiência no Vale do Silício, na Califórnia.
De volta para o Brasil, Bel criou a escola de empreendedorismo FazINOVA, que tem cursos presenciais, promove viagens educativas (para o Vale do Silício e Disney, por exemplo) e oferece cursos online gratuitos e um serviço de curadoria, onde o usuário acessa a plataforma e tem acesso a ferramentas para conseguir “realizar seu sonho”. A empreendedora também vai lançar seu quarto livro ainda este ano e repetir o tour de palestras pelo Brasil.
:: Leia também ::
Empreendedorismo é mais tapa na cara do que acerto
 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.