A importância de agradecer

Daniel Fernandes

10 de julho de 2017 | 10h17

Parece óbvio, mas dizer “obrigado” é considerado uma ferramenta muito importante nos negócios. O empreendedor Gary Vaynerchuck escreveu um livro chamado The Thank You Economy (A Economia De Dizer Obrigado), onde destaca que as empresas que fazem questão de agradecer a funcionários, clientes e fornecedores – e de forma autêntica – têm um diferencial competitivo importante.

Então vale a pena refletir se a cultura geral de sua empresa está com um pensamento de gratidão. Basta conferir o tom dos e-mails, aquela frase a mais que demonstra verdadeira atenção pela pessoa do outro lado… Ou acompanhar as conversas de sua equipe com algum fornecedor.
Caso o resultado não seja positivo, recomendo olhar para o dono da empresa. Num negócio pequeno ou médio, a cultura da gratidão geralmente começa na base, ou seja, nos donos.
Coletei algumas dicas no livro:
1.      Seja específico. Quando agradecer sua equipe ou funcionários pelo esforço realizado, vale a pena fazer isso de forma pessoal, se possível até individual. Por exemplo: “obrigado por ficar até mais tarde ontem para me ajudar a terminar o trabalho”.
2.      Seja antiquado. Para surpreender um cliente, às vezes um postal enviado pelo correio. Ou uma carta escrita à mão. São gentilezas que demandam tempo e a pessoa que recebe entende a valor do gesto.
3.      Agradeça (e muito!) os clientes que reclamam. Quando um cliente toma o tempo para escrever uma reclamação, é um privilégio. Significa que a pessoa se importa de verdade com o produto ou empresa.
4.      Seja autêntico. De nada adianta agradecer  de forma reativa, friamente. Tome a iniciativa: olhe nos olhos, faça um esforço e, com o tempo, a coisa vai melhorando. Dizer obrigado vira um hábito que melhora a cada dia!
Aliás, obrigado por ler este post!
Ivan Primo Bornes – empreendedor e fundador da rede de rotisserias Pastifício Primo (www.pastificioprimo.com.br) ivan.primo@pastificioprimo.com.br

Mais conteúdo sobre:

Blog do Empreendedor