A era do 'esconder totalmente o jogo' está acabando

Daniel Fernandes

26 de março de 2015 | 06h55

Rafael Mambretti escreve toda quinta-feira no Blog do Empreendedor
É engraçado o processo de se criar, de ter ideias, a inspiração é algo espontâneo, não acredito que se dê para forçar uma inspiração, talvez, seja possível fomentá-la. Um tempo atrás escrevi aqui sobre como “não fazer nada” pode ser produtivo. Agora, após essa produção, talvez seja importante compartilhar as suas ideias e inspirações.
Acredito que a Era do ‘esconder totalmente o jogo’ está acabando. Quando compartilhamos ideias, problemas, soluções, todo mundo tende a ganhar, inclusive a sua empresa. Vou citar o nosso exemplo. Desde a criação da Carbono Zero nunca acreditamos que ficaríamos sozinhos no mercado, no processo de desenvolvimento do plano de negócios, tentamos contatar algumas empresas para compartilhar suas experiências, mas sem sucesso. Não os culpo.
Como comentei, ainda impera a Era do ‘guardar informação’, não compartilhar para não perder o emprego ou participação no mercado. Por isso, desde o início da nossa operação e até hoje procuramos contribuir com as pessoas que entram em contato conosco pedindo essas mesmas informações.
Uma de nossas maiores concorrentes hoje nasceu com muita ajuda nossa. Dá para acreditar? Trata-se de uma empresa de Curitiba. A vantagem de se ter mais empresas como a nossa é que o planeta ganha com isso, não se trata somente de uma competição de mercado, mas o todo se beneficia.
Mas como o todo se beneficia? Citei o primeiro caso, a do planeta. O segundo, a sua empresa. Para um serviço como o nosso, que ainda é novidade, a existência de outras empresas ajuda a disseminar a ideia. Ajuda a quebrar a resistência. Claro, existe o outro lado também, da mesma foma que pode ajudar, pode prejudicar. Mas acredito que o gerar conhecimento do serviço acaba sendo mais benéfico que o potencial erro (se houver). O terceiro, em um compartilhamento, é que ideias podem surgir. Soluções e sugestões. Entender que uma ideia (até mesmo uma empresa) nasce e fica como está para sempre é algo que não dura. É preciso haver a transformação e, muitas vezes, o compartilhamento, a troca é fundamental.
Um outro exemplo, já fizemos bate papos com os empreendedores de outras empresas como a nossa. Basicamente, conversamos sobre situações de segurança para os ciclistas, como melhorar a segurança e minimizar potenciais acidentes. Isso é super saudável. O que não é saudável é querer regular preço, mas trocar ideias em prol do bem comum é. E você, não quer deixar de lado o termo concorrência e conversar com quem passa as mesmas dificuldades que você?
Deixo para você refletir sobre o seu negócio e ideia. O que é possível compartilhar? Converse com as pessoas. Não tenha medo de ouvir algo diferente do que esperava, mas também não se conforme com isso. Misture diversas opiniões nesse caldeirão e entenda que o produto final pode ser melhor.
Um abraço,
Rafael

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.