A empresa que vai expandir apesar da crise

Daniel Fernandes

23 de abril de 2015 | 08h10


Rafael Mambretti escreve toda quinta-feira no Blog
Resolvemos descer a serra! Não, não é um passeio ciclístico organizado pela Carbono Zero! Apesar de ser uma boa ideia, não será dessa vez. Trata-se da mais nova região que receberá uma Carbono Zero, a baixada santista. Até junho devemos inaugurar nossa operação na baixada santista! Novidade em primeira mão aqui no Blog do Empreendedor, notícia exclusiva e direto da fonte. Sem intermediários =)
No começo do ano escrevi aqui, fazendo um teaser sobre a nossa expansão e o formato que escolhemos para fazê-lo. Claro que não revelei o local, mas vale dar uma lida se o seu projeto vive o momento de pensar em expansão. Para nós, optar por Santos foi uma escolha pensando no longo prazo.
Será o nosso laboratório, é uma cidade próxima, facilita o gerenciamento, é uma cidade relativamente grande em sua população, mas pequena em tamanho, comparando com São Paulo. É uma cidade que tende a aceitar a bicicleta e o ciclista de forma mais amigável, a produtividade de cada ciclista tende a ser maior (o fato de ser uma cidade menor e plana diminui o desgaste físico). Tudo isso na teoria, certo? Pois, não podemos esquecer essa beleza de empreender que é o encontro da teoria com a prática, onde descobertas são feitas e lições aprendidas.
A lógica do modelo é a mesma de São Paulo, foi justamente pensando nisso que também 1 ano atrás alteramos nossa mecânica de preço, para uma forma mais simples e fácil de adaptar para outras regiões. Momento dica: se você vislumbra a expansão é legal ajustar processos que facilitem isso no futuro.
Começando nossa operação em Santos, não esperamos que seja uma cidade com demanda e faturamento tão grande quanto São Paulo, mas, que seja um aprendizado válido, um movimento estratégico – que também agrega para nossos futuros e atuais clientes em São Paulo – vai ao encontro de um dos nossos objetivos de lá atrás, desde nossa criação, sermos uma empresa que faz entregas, não só de documentos, mas entregas de uma forma legal e moderna, com novas ferramentas (bicicleta, veículos elétricos) e que não agridam o planeta e as pessoas.
Agora, o fato de termos adotado, para essa primeira expansão uma estratégia, não significa que não possamos mudá-la para a próxima. Essa é a beleza de empreender você pode criar e principalmente, desafiar os modelos padrões, que muitos são os mesmos dos últimos 50-60 anos, mas muita coisa mudou desde então e não foi só a forma de se pensar e querer fazer negócio. Nada impede da terceira cidade que receberá uma Carbono Zero ser uma franquia ou um modelo híbrido ou algo totalmente novo e diferente. O importante é não se limitar pelas opções que existem, mas sim, pesquisar novas, buscar referências e não só aquelas do seu segmento.
Só sei que vamos descer a serra, vamos a la playa e a maresia não vai enferrujar as nossas bikes =)
Um abraço,
Rafael
 

Tudo o que sabemos sobre:

Blog do Empreendedor; Estadão PME

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: